Sistema de Lupa activo | Voltar vista normal
Ambiente 

Avanšo da BP no ┴rtico alarma cientistas e ambientalistas

Especialistas exigem mais pesquisas sobre a região, enquanto a gigante britânica BP e a russa Rosneft planejam perfurar o frágil polo norte em busca de petróleo.

Explorar petróleo em alto mar é arriscado em qualquer parte do mundo, mas as condições particulares do ártico tornam o trabalho no local especialmente complicado. A perfuração e a limpeza em caso de derramamento são difíceis por causa do frio extremo combinado com ventos fortes, blocos de gelo e pouca luz do sol durante o inverno.

Além disso, o gelo marinho está derretendo rapidamente, tornando extremamente difícil construir uma compreensão abrangente sobre esse ambiente físico, químico e biológico, afirma o geólogo marinho e diretor da comissão norte-americana de pesquisas no ártico, John Farrel.

Isso significa que é quase impossível rastrear danos ao meio ambiente ligados à expansão da perfuração de petróleo. "Com a diminuição da extensão da camada de gelo marinho e o aquecimento da região polar, não há mais um ecossistema de base", diz Farrell.

continue a ler aqui