Início > Artigo > Estudantes de São Gonçalo conhecem a importância económica do Porto para a cidade de Fortaleza



BRASIL

Estudantes de São Gonçalo conhecem a importância económica do Porto para a cidade de Fortaleza


“Estamos na tão esperada visita ao Porto de Fortaleza”, disse pelo celular uma das estudantes do curso Técnico de Logística da Escola Adelino Cunha Alcântara, do município de São Gonçalo do Amarante, minutos antes de entrar no ônibus para a visita técnica guiada ao Porto de Fortaleza, na manhã do dia 4 de outubro. Na oportunidade, cerca de 40 estudantes conheceram a importância econômica do Porto para a cidade de Fortaleza.

“Nossas vocações de importação e exportação estão diretamente ligadas à economia e às necessidades da população”, disse o Engenheiro Raimundo José Oliveira, Coordenador de Segurança, Meio Ambiente e Saúde do Trabalhador do Porto. “Hoje temos mais casas consumindo gás, mais carros nas ruas consumindo combustível, mais trigo nas fábricas para a produção de biscoitos e massas. Tem os trilhos da Transnordestina e do VLT. O asfalto para a reforma das estradas. O cimento para as casas e edifícios”, citou Raimundo José.

Durante a palestra, Raimundo José destacou aspectos específicos da operação portuária que têm relação direta com a logística. Uma delas, o rigor com a fiscalização fitossanitária das cargas, a fim de evitar impactos na produção agrícola, também na fiscalização da ANVISA, na época da gripe aviária construímos um armazém de segregação de cargas perigosas. Essa medida visava o enfrentamento de uma possível pandemia de gripe aviária, que não podia chegar ao Brasil, pois além dos danos à saúde populacional causaria uma grave crise econômica, uma vez que o Brasil é um dos maiores produtores de frango”, explicou Raimundo José.

“Para os próximos anos, o nosso trunfo será a conclusão da obra do Terminal de Passageiros, que vai chamar a cidade para dentro do Porto. Vamos construir um espaço adequado ao receptivo de passageiros de cruzeiros, melhorando a segurança e incrementando a oferta de serviços turísticos. Além disso, vamos nos aproximar mais da cidade. Estamos cada vez mais voltados para a sustentabilidade. Antes o Porto era distante da cidade uns 5 quilômetros. Hoje estamos dentro da cidade porque a população se aproximou do Porto e agora precisamos trabalhar melhor nossa relação com a cidade”, finalizou o Coordenador da CDC.




Data: 2012-10-07

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)