Início > Artigo > Infinitas enseadas, fiordes, bancos de areias, falsas passagens e baías



ESTREITO DE MAGALHÃES

Infinitas enseadas, fiordes, bancos de areias, falsas passagens e baías


A profundidade da água do Estreito de Magalhães varia de 1.000 m a 4.000 m, e o canal é formado por infinitas enseadas, fiordes, bancos de areias, falsas passagens e baías. A passagem possui de 3 a 32 km de largura, é de difícil circulação, possui um curso cheio de obstáculos, ventos fortes de 55-60 nós, além do clima instável e suscetível a constantes tempestades, por isso o Estreito é tido como uma região de complicada navegação. Antes da construção do Canal do Panamá, o Estreito era o caminho mais rápido para se atravessar os Oceanos, sem passar pelo perigoso Cabo Horn, que separa a América do Sul do continente Antártico.

Também chamado de Região dos Magalhães, é dividido por águas territoriais do Chile e da Argentina, região situada entre a zona continental e a zona antártica, mais tarde foi rota para famosos pesquisadores e cientistas como Francis Drake e Charles Darwin, a bordo do barco Beagle que percorreu inúmeras regiões por quatro anos e nove meses, estudando variedades geológicas, fósseis e organismos vivos, e que deu origem a Teoria da Evolução das Espécies, utilizada até hoje.

MAIS DETALHES




Data: 2012-09-11

Artigos relacionados:

  • Circum-navegação prova que a Terra é redonda
  • Descoberto o Estreito de Magalhães
  • TSF cruzou o Estreito de Magalhães e voltou ao fim do Mundo
  • Fernão de Magalhães celebrado em selos
  • Quando a Terra era plana
  • A construção da rede de informações
  • Charles Wilkes descrevendo a sua sensação ao entrar no porto do Rio de Janeiro
  • U. S. Exploring Expedition dando a volta ao mundo

  •  Vídeo

    Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

     VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

     IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

     IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

     Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

     VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

     VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

     VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

     Mindelo e São Vicente com muita morabeza

     Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

     Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

     VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

     Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

     “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

     IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

     IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

     “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

     Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

     IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

     «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

     Porto de Luanda - 1955

     III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

     III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

     III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

     Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

    Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)