Início > Artigo > Linha de caminho-de-ferro entre Moatize e Nacala concessionada à CLIN



Linha de caminho-de-ferro entre Moatize e Nacala concessionada à CLIN


O governo de Moçambique entregou a linha de caminho-de-ferro Moatize/Malawi e o ramal ferroviário de Nacala-a-Velha, em regime de concessão, à Corredor Logístico Integrado do Norte (CLIN). À mesma empresa foi ainda concessionado o Terminal Portuário de Carvão de Nacala-a-Velha.

Ambos os empreendimentos, a serem construídos de raiz, exigirão um esforço financeiro estimado em 1,5 mil milhões de dólares a ser garantido pela CLIN, parceria entre a subsidiária do grupo brasileiro Vale, a Vale Moçambique, que terá uma participação de 80% e a empresa estatal Portos e Caminhos de Ferro (CFM) de Moçambique com os restantes 20%.

O projeto terá uma duração de três anos, devendo as obras iniciarem-se antes do final do ano, indo, após a sua conclusão, ser aberta a oportunidade para que cidadãos e empresas moçambicanas possam adquirir 5% do capital da CLIN.

Os termos da concessão estipulam que numa fase posterior e de forma progressiva a CFM aumentará a sua participação no capital social da Corredor Logístico Integrado do Norte até um máximo de 50%.

A linha de caminho-de-ferro a ser construída terá uma capacidade de 40 milhões de toneladas por ano, 30 milhões dos quais reservados para a Vale que assim disporá de um transporte adicional para escoar o carvão extraído em Moatize, sendo a restante capacidade colocada à disposição de outras empresas ou particulares.

O traçado desta linha engloba um percurso em território moçambicano entre a bacia carbonífera de Moatize, na província central de Tete, e a fronteira com o Malawi, a continuação no território deste país e reentrada em Moçambique, vindo a terminar no porto de Nacala-a-Velha.

fonte




Data: 2012-07-04

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012