Início > Artigo > O trio de navios franceses Lutetia, Gallia e Massilia



O trio de navios franceses Lutetia, Gallia e Massilia


No livro "Rota de Ouro e Prata", o pesquisador marítimo José Carlos Rossini, radicado em Genebra, na Suíça, conta detalhes da história dos principais transatlânticos que faziam a linha da costa leste da América do Sul. Entre eles, os franceses Lutetia, Gallia e Massilia.

CONTINUE A LER ESTE ARTIGO AQUI

O Lutetia atracado no Porto do Rio de Janeiro, em 1913, na viagem
inaugural. Nas chaminés observa-se o galo pintado, que foi o emblema
da armadora entre 1911 e 1913. Conta-se que os estivadores imitavam
o som de um galo quando o navio estava atracando, além da companhia
ter recebido jocosamente o apelido de Cocoricó Line. Por essa razão, o
galo foi retirado das chaminés. Acervo de João Emílio Gerodetti.




Data: 2012-05-22

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)