Início > Artigo > Satélite capta explosão de vida marinha na costa da Nova Zelândia



Satélite capta explosão de vida marinha na costa da Nova Zelândia


Quando vista de grande altitude, a água do mar quase sempre tem a mesma aparência escura, interrompida apenas pela presença das nuvens brancas que teimam em pairar sobre as ondas. No entanto, algumas vezes essa monótona paisagem dá lugar a uma nova cena, repleta de cores e formas e que reflectem a explosão da vida nos oceanos.

Plantas Marinhas
Fitoplânctons são minúsculas plantas marinhas que florescem sob águas frias e ricas em nutrientes. A notável cor verde-azulado é causada pela reflexão da clorofila produzida pelos fitoplânctons, que assim como as plantas terrestres, também usam o processo de fotossíntese para criar carboidratos a partir de dióxido de carbono e água. Apanhados em redemoinhos e correntes marítimas, as flores criam intrincados padrões de azuis e verdes que se espalham por milhares de quilômetros quadrados da superfície do mar.

Papel Fundamental
Estas minúsculas plantas desempenham papel fundamental na complexa formação da cadeia alimentar dos oceanos e dependem de muitos fatores variáveis para sustentar sua própria existência. Assim como as plantas terrestres, também precisam da luz do sol e de nutrientes como ferro, nitrato e fosfato.

Como diferentes concentrações de clorofila refletem de forma desigual determinados comprimentos de onda, através de imagens de satélites os cientistas podem determinar com bastante exatidão a abundância de fitoplânctons próximos à superfície.

Regulação do Clima
Além de sua importância como base da cadeia alimentar oceânica, os fitoplânctons desempenham um papel fundamental na regulação do clima do planeta. Da mesma forma que as plantas na terra, eles também absorvem o dióxido de carbono da atmosfera. Quando morrem, afundam até o leito oceânico e todo o carbono que absorveram durante a vida é ali armazenado por milhares de anos.

fonte

 




Data: 2012-03-31

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)