Início > Artigo > Portuguesa Partex quer ter uma concessão em Moçambique



GÁS NATURAL

Portuguesa Partex quer ter uma concessão em Moçambique


A Partex, petrolífera da Fundação Calouste Gulbenkian, quer diversificar a sua presença internacional e reforçar o peso do negócio de exploração de gás natural nas suas operações. Para isso, ambiciona ganhar uma concessão de gás em Moçambique, dadas as boas perspectivas criadas a partir da bacia de Rovuma.

"Temos também o objectivo de ter uma concessão em Moçambique", declarou o presidente da petrolífera portuguesa, António Costa Silva, em entrevista ao jornal "Público". O gestor afirma que "as descobertas na bacia de Rovuma são extremamente importantes".

"Sem dúvida, pode-se fazer ali um projecto de GNL [gás natural liquefeito] vencedor porque toda a bacia do Índico precisa de gás, como a Índia e a China", explicou António Costa Silva na mesma entrevista.

O responsável da Partex diz que o projecto para uma concessão em Moçambique está ainda "numa fase preliminar", decorrendo as diligências para a Partex ver se consegue materializá-lo.

O gás natural representa actualmente 28% das receitas da Partex, mas a empresa quer depender mais do gás e menos do petróleo.

A Argélia é um dos novos projectos da Partex. "O projecto Ahnet na Argélia, operado pela Total, tem a Sonatrach e a Partex como parceiros e é um grande projecto de gás. Em termos de volume equivalente a petróleo, são cerca de 700 milhões de barris de reservas de petróleo", assinalou António Costa Silva.

fonte

LEIA A ENTREVISTA A ANTÓNIO COSTA E SILVA, NA ÍNTEGRA




Data: 2012-01-09

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família

em rotinas.php:
UPDATE banners SET JaVisto = JaVisto + 1 WHERE nID =