Início > Artigo > Delegação de Angola no Porto de Sines



Delegação de Angola no Porto de Sines


Uma delegação da Unidade Marítima da Polícia Fiscal e Aduaneira do Ministério do Interior de Angola visitou o Porto de Sines, em 23 de Novembro, com o objectivo de conhecer melhor a realidade portuária nacional, nomeadamente ao nível dos procedimentos das autoridades no controlo de pessoas e mercadorias.

A visita teve uma focalização directa sobre a actuação da Autoridade Portuária, Autoridade de Fronteira e Autoridade Aduaneira no tratamento dos processos de navios e de mercadorias, tendo merecido uma especial atenção as ferramentas informáticas que são utilizadas para o exercício das competências destas autoridades. Neste campo, foi apresentada a Janela Única Portuária e o Cartão Único Portuário, os quais funcionam de forma integrada e permitem gerir o conjunto de informação relevante e necessária ao despacho electrónico de navios, mercadorias, tripulantes e passageiros.

O acesso à zona internacional do porto, as entradas a bordo e as licenças a terra foram exemplificadas com casos reais nos sistemas referidos. Posteriormente, foram verificados no terreno através do sistema de vigilância vídeo e também, in loco, nas portarias e nos terminais. Os visitantes tiveram ainda oportunidade de visitar o Centro de Sistemas e Helpdesk, a Alfandega no TXXI e o Posto de Fronteira do SEF, bem como as operações de carga e descarga do “MSC Luciana”. Este navio está integrado no serviço do Extremo Oriente e movimentou um total de 2.132 contentores, ou seja, 3.469 TEU, e tinha proveniência de Chiwan e como destino o porto de Le Havre.

A visita saldou-se num resultado muito positivo e enriquecedor para ambas as partes. Como é sabido, Angola encontra-se num momento de grande desenvolvimento e modernização, sendo os portos infra-estruturas essenciais para essa evolução. Os programas de desenvolvimento para os portos de Luanda e do Lobito são exemplos de projectos bastante ambiciosos e a cooperação entre as autoridades que exercem as suas competências nos portos portugueses e angolanos representam uma excelente oportunidade para o intercâmbio de conhecimentos e promoção de acções concretas de simplificação e melhoria do controlo, com vista a criar melhores condições de competitividade portuária e aumentar os fluxos comerciais entre os dois países irmãos.

 




Data: 2011-11-25

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)