Início > Artigo > Está inaugurada a «maior obra» até hoje realizada em Cabo Verde



PRIMEIRA FASE DA AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DO PORTO DA PRAIA

Está inaugurada a «maior obra» até hoje realizada em Cabo Verde


A primeira fase da ampliação e modernização do porto da Praia foi inaugurada dia 14 de Outubro. A "maior obra" até hoje realizada em Cabo Verde numa área de 14 hectares que terá capacidade para, nos próximos 20 anos, movimentar até 100 mil contentores. “Sim, nós conseguimos”, foi a palavra de ordem dos discursos, entre outros, de José Maria Neves e do chefe do MCC, Daniel Yohannes.
Num total de 14 hectares, a obra inaugurada contempla um novo terminal, áreas de acondicionamento de carga e de distribuição e vias de acesso tanto ao terminal como à circular da cidade, descongestionando desta forma as principais vias da Praia. “A maior obra até hoje realizada em Cabo Verde”, destacou o PCA da ENAPOR, Franklin Spencer.

A primeira fase também contempla a modernização do porto com um total de 160 mil contos de equipamento instalado “para garantir maior segurança quer ao país quer às mercadorias e utilizadores do porto”, destacou o responsável.

Esta primeira fase envolveu um investimento total de 120 milhões de dólares americanos, sendo que o MCC contribuiu com 53 milhões e o restante foi conseguido em parceria com o governo português e o Estado de Cabo Verde.

Nos discursos oficiais não faltaram elogios à obra e um rol de vantagens internas e externas que representa para o país e do “forte impacto que os portos têm nas cidades”. “O novo porto serve não só o país como toda a zona ocidental de África, estão criadas as condições para sermos uma plataforma no Atlântico”, evidenciou o primeiro-ministro José Maria Neves, palavras igualmente proferidas pelos restantes oradores.

O director executivo do MCC (Millennium Challange Corporation), Daniel Yohannes, não poupou elogios às “boas políticas, governação e desempenho” de Cabo Verde e pediu que a “conclusão da obra seja feita de forma sustentável para o futuro”. “Estas novas valências do porto contribuem para uma solução integrada da redução da pobreza e a longo prazo do crescimento do país”, acrescentou o responsável americano.

José Maria Neves aproveitou a ocasião para mandar agradecimentos para os dois governantes parceiros nesta obra e, através de Daniel Yohannes, pediu para transmitir a Barack Obama que “Yes, we can”. Da mesma forma, através da embaixadora de Portugal, pediu que a mesma mensagem chegasse a José Sócrates: “Sim, nós conseguimos”.

FONTE: NOTÍCIAS DE CABO VERDE




Data: 2011-10-22

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)