Início > Artigo > Companhia Colonial de Navegação fundada em Julho de 1922



«VERA CRUZ», «INFANTE D. HENRIQUE», «SANTA MARIA», ENTRE OUTROS

Companhia Colonial de Navegação fundada em Julho de 1922


A Companhia Colonial de Navegação (CCN) foi uma das novas Companhias de Navegação portuguesas do período pós-I Guerra Mundial. Foi constituída em Angola a 3 de Julho de 1922. Iniciou desde logo a sua actividade de transportadora com a aquisição do paquete "Guiné" e do cargueiro "Ganda", destinados às carreiras de Angola, Cabo Verde e Guiné.

Durante a II Guerra Mundial, para fazer face à carência de transportes marítimos, a CCN adquire o paquete Jugoslavo "Pincesa Olga" rebaptizando-o "Serpa Pinto". Em 1944 o "Serpa Pinto" viria a ser interceptado por um submarino alemão, tendo estado eminente o seu torpedeamento.

Durante os anos sessenta a CCN, tal como todas as companhias de navegação portuguesas, assegurou preferencialmente os transportes marítimos entre Portugal e as suas colónias ultramarinas. Na década de setenta, com o aumento do número de passageiros a utilizarem o avião, os paquetes perdem importância como navios de carreira. A CCN passa então a utilizar alguns dos seus paquetes para cruzeiros e viagens turísticas. Em 1974 a CCN funde-se com a Empresa Insulana de Navegação (EIN), dando origem à Companhia Portuguesa de Transportes Marítimos.

De 1922 a 1974 a CCN possuiu um total de 14 navios com deslocamentos entre as 2 648 toneladas de arqueação bruta do "Guiné" (II) (1935) e as 23 306 toneladas do paquete "Infante D. Henrique" e lotações entre os 60 passageiros do vapor "Guiné" (I) (1922) e os 1 242 passageiros do paquete "Vera Cruz" (1952).

MAIS DETALHES AQUI e AQUI

 




Data: 2011-08-19
Autor: 5795APP

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012