Início > Artigo > Depois da Madeira, Regata Clipper ruma ao Rio de Janeiro



Depois da Madeira, Regata Clipper ruma ao Rio de Janeiro


A frota de dez barcos e mais de 180 velejadores da Clipper Round The World Race que neste momento navega em pleno Oceano Atlântico rumo ao Rio de Janeiro, no Brasil, está a ser acompanhada por internautas de todo o mundo que a partir dos seus computadores acompanham as principais regatas e as grandes viagens.

Por isso, percebe-se o interesse que as entidades ligadas à promoção e também ao registo internacional de navios da Madeira colocaram nesta regata que terminou a primeira etapa na região, mais precisamente na Marina da Quinta do Lorde, no Caniçal, na semana passada.

O início da prova foi em Southampton e a duração da viagem de nove dias pôs à prova a coragem e a resistência dos participantes que descansaram na Madeira durante quase dois dias.

O momento alto da despedida, na tarde do passado dia 12, foi quando o rebocador Passos de Gouveia, da Administração de Portos da Madeira, APRAM saudou com jactos de água os participantes, junto à bóia de rondagem, na baía de Machico.

Os velejadores já percorreram algumas das 3.850 milhas que terão de enfrentar até chegar ao Rio de Janeiro, onde são esperados entre os dias 2 e 5 de Setembro.

Esta regata envolve a passagem por 15 portos de igual número de países e os 10 iates de 68 pés da Clipper são patrocinados por uma cidade, região, país ou empresa.

A bordo está apenas um profissional, o "skipper", os restantes são amadores , aliás 40% não têm qualquer experiência prévia em navegação.

Por esta regata, a mais longa envolvendo amadores, irão passar 450 velejadores de 41 países ao longo de 11 meses.

Depois do Rio de Janeiro, a frota navega para a cidade do Cabo, na África do Sul, costa este e oeste da Austrália, Nova Zelândia, Singapura, Quingdao, Califórnia, Nova Iorque, Nova Escócia, Derry-Londonderry e Holanda, antes de regressar ao Reino Unido.

Esta é a oitava edição desta regata bi-anual, organizada pela empresa Clipper Venture e que foi criada por Sir Robin Knox Johnston, em 1996, com o objectivo de possibilitar a quem quissesse a oportunidade de navegar em viagens oceânicas.

Por Clipper´s ficaram conhecidos há mais de 150 anos os barcos que transportavam o chá da China para o Reino Unido. Na altura, havia uma grande competição para ser o primeiro a chegar a Londres, numa corrida de 15 mil milhas feitas em 90 dias.

POR: ANA GOUVEIA / APRAM

 




Data: 2011-08-18
Autor: 6215APP

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)
em rotinas.php:
UPDATE banners SET JaVisto = JaVisto + 1 WHERE nID =