Início > Artigo > Saldo do Fundo Petrolífero timorense cresceu 400 MUSD no terceiro trimestre do ano



Saldo do Fundo Petrolífero timorense cresceu 400 MUSD no terceiro trimestre do ano


O saldo do Fundo Petrolífero (FP) timorense cresceu 400 milhões de dólares no terceiro trimestre do ano, atingido os 18,47 mil milhões de dólares (15,54 mil milhões de euros) no final de setembro, segundo dados agora divulgados.

Em termos homólogos, face ao final do terceiro trimestre de 2019, o FP aumentou quase 916 milhões de dólares (770,5 milhões de euros), o que representa um crescimento de mais de 5,2%.

Os dados foram hoje apresentados pelo vice-governador do Banco Central de Timor-Leste (BCTL), Venâncio Alves Maria, que analisou o relatório trimestral do FP.

O documento mostra que o crescimento do FP foi impulsionado em grande parte pelo resultado líquido das alterações do valor do mercado dos instrumentos detidos, num total de 435,88 milhões de dólares (366,6 milhões de euros).

Durante o terceiro trimestre o FP registou entradas brutas de capital de 43,53 milhões de dólares (36,6 milhões de euros), correspondentes a 31,48 milhões de dólares (26,48 milhões de euros) de contribuições e 1,72 milhões de dólares (1,45 milhões de euros) da evolução das taxas de câmbio.

O rendimento dos investimentos foi de 524,99 milhões de dólares (441,6 milhões de euros), dos quais 86,99 milhões de dólares (73,2 milhões de euros) correspondentes a dividendos e juros.

“O resultado líquido constitui assim um retorno para a carteira do fundo de 2,90%, enquanto que o do benchmark, para o mesmo período, foi de 2,99%”, refere o relatório trimestral hoje divulgado.

A média de diferencial do benchmark ao longo dos 61 trimestres da vida do FP é de 0,06%.

No que toca a saídas, o FP registou, em agosto, uma transferência de 169,5 milhões de dólares para o Tesouro, refere o documento.

fonte


 



Data: 2020-11-20

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)