Início > Artigo > Antigo «monstro» marinho descoberto no barco afundado de um rei



Antigo «monstro» marinho descoberto no barco afundado de um rei


Restos mortais de um esturjão-atlântico foram encontrados no navio naufragado do rei João da Dinamarca. O monarca tencionava utilizá-lo como arma política.

O barco de João, rei da Dinamarca entre 1481 e 1513, afundou-se em 1495, numa viagem entre Copenhaga e Kalmar, na Suécia. A embarcação foi descoberta por mergulhadores na década de 1970, mas, inconscientes da sua importância, apenas alertaram os arqueólogos em 2000.

Entre o lodo do casco do antigo navio, uma equipa de arqueólogos encontrou agora um barril que continha o esqueleto de um antigo “monstro” marinho com dois metros de comprimento, escreve o portal Ancient-Origins. Investigadores da Universidade de Lund, na Suécia, fizeram testes de ADN e concluíram que os restos mortais pertencem a um esturjão-atlântico.

O rei João da Dinamarca dirigia-se para a Suécia para se encontrar com Sten Sture, o Velho, como parte da sua reivindicação ao trono sueco. O monarca levava consigo o “gigante” esturjão-atlântico para demonstrar o seu poder e grandeza. No entanto, o navio terá pegado fogo e afundou-se nas profundezas do Mar Báltico.

O esturjão-atlântico é um peixe pré-histórico que existe há mais de 120 milhões de anos. Famoso pelos seus ovos, que são usados para caviar, este “monstro” marinho pode pesar até 72,5 quilogramas. O maior espécime alguma vez encontrado tinha 4,2 metros de comprimento e pesava 370 kg. Hoje, é considerada uma espécie em vias de extinção.

Num comunicado de imprensa divulgado pelo ScienceDaily, a líder da investigação, Stella Macheridis, disse que esta “é uma descoberta realmente eletrizante” e que foi “muito emocionante” trabalhar com o antigo monstro marinho.

VEJA O VÍDEO


 



Data: 2020-10-05

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012