Início > Artigo > Entidades marítimas devem cooperar mais



ANGOLA

Entidades marítimas devem cooperar mais


As diversas entidades do sector marítimo do país (Porto, Capitania, Ambiente e Pescas) devem trabalhar em conjunto para encontrar um denominador aos problemas comuns, defende a técnica da área de contencioso da Empresa Portuária do Lobito, Mara Neto.

Falando num seminário sobre conflitos entre embarcações estrangeiras e o Porto, que decorreu naquela empresa durante quatro dias, Mara Neto afirmou existirem muitos problemas no sector marítimo, por falta de algum entendimento entre estas entidades.

Apontou como causa a falta de uma autoridade marítima que deveria responsabilizar-se pelas actividades dentro das duzentas milhas, ficando o resto por conta da Marinha de Guerra, como se faz noutros países.

A apreensão recente do navio “Olutorsky”, com bandeira camaronesa e tripulantes russos e ucranianos, devido a pesca de 1.200 toneladas de carapau em período de veda, foi tida como exemplo deste tipo de conflitos.

Na opinião do administrador para a área técnica, Joaquim Sobrinho, nestas situações tem de haver muita ponderação e serenidade para evitar que se eleve o conflito para o nível diplomático, já que estão em causa o governo angolano e o país que o navio representa.

Lembrou que, durante as negociações entre o navio e o representante das Pescas e a Polícia Fiscal, foi solicitada a presença do capitão do Porto, na altura o senhor Romão Maquino, que tinha sido recentemente exonerado e não se fez presente.

Foi necessária a intervenção do presidente do conselho de administração do Porto do Lobito, Celso Rosas, que aconselhou o representante do Ministério das Pescas para que o ministro comunicasse ao seu homólogo das Relações Exteriores e este notificasse as respectivas embaixadas.

"Desta forma, evitou-se um escândalo diplomático, porque houve intenções de se tomar o navio de assalto", segundo Joaquim Sobrinho.

O seminário abordou outros temas, como o planeamento estratégico associado à gestão do negócio, e ainda técnicas de administração.

Ao tomar a palavra, Celso Rosas incentivou os trabalhadores a serem competentes, capazes de conseguir resolver os seus problemas, evidenciando deste modo um “exercício de soberania”.

“Uma embarcação pode avaliar a vossa actuação, positiva ou negativa, desde a maneira como são tratados os processos, até aos preparativos para a sua atracação”, sublinhou o PCA.

Afirmou ser muito importante a apresentação de preocupações, dúvidas e sugestões para ajudar a direcção a corrigir as fraquezas e debilidades que, a seu ver, ainda são muitas naquela empresa portuária.

O Porto do Lobito existe desde 1928 e está intrinsecamente ligado ao Caminho de Ferro de Benguela (CFB).

fonte

 


 



Data: 2020-08-09

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012