Início > Artigo > China Merchants e Alibaba juntam-se para promover projecto de portos inteligentes



China Merchants e Alibaba juntam-se para promover projecto de portos inteligentes


O esforço global para lançar a implementação da tecnologia dos portos inteligentes encontrou, na sinergia estratégica da China Merchants Port Group com os grupos Alibaba e Ant Financia, um importante fôlego. A parceria alia nomes pujantes e globais, do domínio logístico, portuário e financeiro.

Conceito de smart port junta China Merchants e Alibaba

O China Merchants Port Group opera 41 terminais em território chinês e em 25 em outros países – um player colossal que pretende criar uma nova plataforma aberta de portos inteligentes, utilizando para isso a sua experiência portuária, tecnológica e financeira. Este potencial, aliado à gigante mundial do comércio electrónico chinesa Alibaba, poderá ser o empurrão que faltava para catapultar o conceito de smart ports para a primeira linha das prioridades do desenvolvimento estratégico dos portos de referência, um pouco por todo o mundo.

O objectivo desta colaboração passa pela criação de uma plataforma unificada que permita a integração de compradores e vendedores de mercadorias com empresas de logística, bancos, alfândegas e outras autoridades tendo em vista transacções digitais de exportação e importação sem contacto. Trabalhando em conjunto, as três entidades irão criar nova plataforma portuária com recurso à tecnologia Blockchain. Eles acreditam que essa nova colaboração melhorará a facilitação do comércio, eliminando as barreiras de informação nos negócios de comércio e logística portuária.

O projecto, que assenta nos ideais de colaboração, comunicação e transparência, deverá, segundo os intervenientes, facilitar o comércio global ao eliminar barreiras, obstáculos processuais e erros de informação e agilizando tramitação burocrática entre os players envolvidos no fluxo logístico e portuário. Numa altura em que está em crescendo a vontade de digitalização das operações de carga e de desenvolvimento de portos inteligentes com o intuito de incrementar a eficiência end-to-end. Este conceito de smart port apoia-se também na Inteligência Artificial e na Internet of Things.
O conceito visa combinar uma ampla gama de tecnologias avançadas, que, funcionando em total complementaridade, pretendem manipular de forma eficiente o movimento de cargas, recorrendo à tecnologia da cloud e ao Blockchain para um rastreio completo e uma elevada visibilidade. O recurso a grandes bases de dados permitirá aos portos um incremento significativamente a eficiência de suas operações, defendem as entidades.

fonte




Data: 2020-06-18

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)