Início > Artigo > Global OTEC Resources desenvolve solução a partir de energia térmica dos oceanos



Global OTEC Resources desenvolve solução a partir de energia térmica dos oceanos


A energia que os oceanos tropicais absorvem do sol também pode ser aproveitada. A Global OTEC Resources (fabricante do Reino Unido) passou o último ano a desenvolver um aparelho que pode fornecer uma capacidade líquida de 1 MW (MegaWatt) de electricidade a partir da energia térmica dos oceanos, o que é suficiente para alimentar a maioria dos resorts e ilhas de pequena e média dimensão e que além de ecológico, é mais económico do que geradores a diesel, segundo vários meios de comunicação internacional.

Em concreto, trata-se de um pequeno barco que incorpora um tubo de água fria profunda no casco por meio de um sistema de âncora de torres. O tubo de água fria retorna à água do mar a uma profundidade de 1.000 metros, alcançando a diferença de temperatura com a água da superfície quente.

Num dia normal, este equipamento é capaz de absorver, com 60 milhões de quilómetros de águas superficiais dos oceanos tropicais, um trilião de MJ (megajoules) de energia solar, equivalente à energia que seria libertada por 170 mil milhões de barris de petróleo por dia.

As águas superficiais, reservatórios de água quente, são mantidas entre os 25°C e 28°C, e as águas profundas, abaixo dos 800 metros, são mantidas a cerca de 4°C, onde se gera, através da diferença de temperatura, electricidade. Posteriormente, a água morna é extraída da camada superficial num permutador térmico para vaporizar um fluído, com um ponto de ebulição de cerca de -30°C.

Este aparelho está a ser desenvolvido especialmente para resorts nas Maldivas ou Caraíbas, no entanto, a empresa tenciona desenvolver também o seu projecto em função das necessidades dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento, uma vez que muitas pequenas ilhas consomem mais de 10 mil litros de diesel por dia.

A “próxima etapa é avançar nos detalhes do design para estar pronto para ir para a fábrica. Os nossos primeiros sistemas de energia térmica oceânica estarão disponíveis em menos de dois anos”, explicou Dan Grech, Director Geral da Global OTEC Resources. Note-se que a Global OTEC Resources recebeu uma doação de cerca de 154 mil euros da Marine-I, um programa financiado pela União Europeia destinado a promover a inovação em tecnologia marinha na Cornualha, no Reino Unido.

fonte


 



Data: 2018-12-27

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)