Início > Artigo > Codeba elabora Planeamento Estratégico para o período de 2019 a 2023



BAHIA, BRASIL

Codeba elabora Planeamento Estratégico para o período de 2019 a 2023


Gerir o presente para aprimorar o futuro é a proposta de um plano estratégico em qualquer instituição, e na Codeba não é diferente. A Diretoria Executiva da Companhia está elaborando seu Planejamento Estratégico para o período de 2019 a 2023, com base na Lei 13.303/2016 e nas diretrizes da Secretaria Nacional de Portos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. O material, construído por etapas de análise, formulação e implementação, será entregue no mês de dezembro e a pretensão é que as ações possam ser colocadas em práticas já em janeiro de 2019.

O diretor-presidente da Codeba, Rondon Brandão do Vale, destacou que hoje o papel da Companhia é de Autoridade Portuária e administradora dos portos de Salvador, Ilhéus e Aratu-Candeias, cujas diretrizes de planejamento são expressas no Plano de Modernização da Gestão Portuária (PMGP), nos Planos Mestres e nos Planos de Desenvolvimento e Zoneamento dos Portos (PDZ). “A visão da Diretoria Executiva é implantar uma estratégia adotando iniciativa disruptiva, envolvendo a mudança de foco da exploração portuária no sentido de se promover a efetiva inserção econômica dos portos públicos da Bahia, tanto a nível regional como no nacional”, disse Rondon.

Rondon informou que será usada uma metodologia participativa na elaboração do Planejamento Estratégico, “que fará toda a diferença na sua aplicação, já que os gestores estão apresentando, através de entrevistas, a sua rotina, demandas, dificuldades, necessidades e acertos”. “Essa modalidade dá legitimidade ao planejamento, porque será construído a partir da vivência e visão dos funcionários”, completou.

Para desenvolver o Planejamento Estratégico, a Codeba contratou a Fundação ADM, que, por meio de consultores mestres em administração, está realizando entrevistas com os gestores da Companhia. “Fazemos uma análise do que temos hoje para avaliar as ameaças e fraquezas que precisam ser combatidas ou eliminadas, os pontos fortes que devem ser salientados e diferenciais que podem ser ressaltados”, elucidou o coordenador da Fundação, João Lacerda.

Durante todo o mês de novembro, entrevistas e oficinas serão promovidas pela Fundação ADM com os gestores da Companhia. “No final, vamos repassar as orientações para que as melhores práticas de gestão estratégica sejam implementadas no dia a dia da Codeba”, ressaltou João.


 



Data: 2018-11-22

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família