Início > Artigo > Navio patrulha português visita Costa do Marfim em missão de cooperação de Defesa



Navio patrulha português visita Costa do Marfim em missão de cooperação de Defesa


O navio patrulha “Viana do Castelo”, da Marinha portuguesa visitou a Costa do Marfim, na cidade de Abidjan, entre os dias 28 de setembro de 1 de outubro, no âmbito da cooperação no domínio da Defesa, diplomacia naval e apoio à política externa do Estado, inserida na iniciativa MAR ABERTO 2018.

Durante este período o navio desenvolveu ações no âmbito apoio à política externa do Estado, bem como outras ações de cooperação com a Marinha Nacional da Costa do Marfim, nomeadamente o embarque de oficiais desta Marinha, desenvolvendo exercícios conjuntos enquadrados no âmbito do apoio que Portugal tem vindo a realizar na ajuda à capacitação das Marinhas e Guardas-costeira de países irmãos procurando, desta forma, ajudar a reforçar a proteção das suas águas.

A Zona Económica Exclusiva (ZEE) destes países é rica em produtos naturais, bem como em pescado que devem ser preservados, protegidos e controlados para benefício das populações desses países.

A iniciativa MAR ABERTO pretende contribuir para robustecer a governança e a segurança marítima em parceria e cooperação com os países visitados, com o objetivo de desenvolver sinergias mútuas e incrementar a segurança marítima à escala regional e global, com impacto direto na livre circulação de pessoas e bens e para um melhor uso do mar dos respetivos Estados costeiros.

Esta iniciativa teve início em 2008 e realiza-se desde então todos os anos, com atividades nas áreas marítimas da Costa Ocidental Africana e Golfo da Guiné, com particular incidência nas atividades cooperativas com as Marinhas e guardas-costeira dos países amigos da região.

O “Viana do Castelo” segue agora viagem em direção a Cabo Verde, onde permanecerá de 8 a 23 de outubro.

Nesta missão, que se prolongará até ao próximo dia 29 de outubro, o navio navegará cerca de 10.000 milhas náuticas, tendo já visitado Angola, São Tomé e Príncipe e Costa de Marfim, onde realizou um intenso programa de atividades de cooperação nos respetivos países.

O navio português iniciou esta missão no dia 20 de agosto deste ano e tem embarcado 54 militares, incluindo o Comandante da Unidade de Tarefa, capitão-de-mar-e-guerra Nuno Noronha Bragança, a Comandante do navio, capitão-tenente Vânia Carvalho, uma equipa de fuzileiros, uma equipa de mergulhadores e uma equipa médica.


 



Data: 2018-10-06

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)