Início > Artigo > Obras de expansão do terminal de contentores vão ter início



PORTO DE SALVADOR, BAHIA, BRASIL

Obras de expansão do terminal de contentores vão ter início


A Codeba entregou ao Tecon Salvador uma área de 28.159,00 metros quadrados, localizada no Porto de Salvador, que será utilizada na montagem do canteiro das obras de expansão do terminal de contêineres, que incluem a construção de um novo cais e pier de atracação com 423 metros, além de urbanização, pavimentação e aterro hidráulico.

A ação é em decorrência da prorrogação do contrato de concessão do Tecon Salvador, operado pela empresa Wilson Sons, por mais 25 anos, assinado em novembro de 2016, pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, com interveniência da Codeba e da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O documento estabelece o compromisso da arrendatária em incrementar investimentos de, no mínimo, R$ 715 milhões na ampliação da área até 13 de março de 2035.

“É um momento impar porque a ampliação do terminal de contêineres vai promover o desenvolvimento do Porto de Salvador, gerando mais recursos para o estado”, destacou o diretor de Infraestrutura e Gestão Portuária, Carlos Henrique Taboada. “As obras vão garantir que o terminal alcance a capacidade dinâmica de 925.844 TEUs por ano, o que será condizente com a economia baiana”, completou. O Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), aprovado pela Antaq, prevê durante todo o período do contrato do Tecon Salvador, uma receita de pouco mais de R$ 1 bilhão para a Codeba, acrescida da receita adicional em razão das tarifas marítima e de acostagem.

O diretor de operações do Tecon, Sérgio Gonçalves, disse que a área é essencial para o canteiro, onde serão instalados “barracões” para o corpo técnico e administrativo, refeitório, vestiário, além de área de fabricação da estrutura visando a construção do píer. “A previsão é de que no prazo de 60 dias, haverá a instalação da primeira estaca como marco zero da ampliação do terminal”, ressaltou.

Atualmente, o terminal de contêineres apresenta 617 metros de cais dividido em dois trechos: Cais de Ligação, com 240 metros de comprimento, e o Cais Água de Meninos, com 377 metros de comprimento; quatro mil metros de armazém alfandegado; 674 tomadas frigoríficas; 11 RTGs (sendo nove elétricos); e seis portêineres STS (Ship to Shore Super Post Panamax - responsáveis pela movimentação de contêineres entre o navio e o pátio). Com os investimentos iniciados em 2000, que já totalizam R$ 300 milhões, o terminal, com capacidade para movimentar 530 mil TEU por ano, tornou-se apto a receber os maiores navios de contêineres do mundo, com um cais preferencial para cabotagem.


 



Data: 2018-10-02

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012