Início > Artigo > Porto de Maputo representou 6% da colecta fiscal de Moçambique em 2017



Porto de Maputo representou 6% da colecta fiscal de Moçambique em 2017


Em 2017, a MPDC – Sociedade de Desenvolvimento do Porto de Maputo pagou 11,6 mil milhões de meticais (191,4 milhões de dólares) e 19,7 milhões de dólares em rendas fixas e variáveis, um montante que representou 6% da receita fiscal global de Moçambique.

A confirmação foi dada pelo ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, o qual acrescentou que o governo moçambicano tem estado a trabalhar no sentido de fazer com que cada vez mais haja mais carga a chegar ao porto pela via ferroviária, ao invés da rodoviária.

Movimento ferroviário no Porto de Maputo está a crescer

«Há dois anos, 82% da carga processada no porto de Maputo chegava por estrada contra 18% por caminho-de-ferro. Em 2017, este indicador melhorou para 74% de carga rodoviária contra 26% da ferroviária, tendência que deverá ser consolidada e melhorada nos próximos exercícios económicos», lembrou Carlos Mesquita.

Recorde-se que a MPDC é uma parceria entre a estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) e a firma Portus Indico, composta pelos grupos Grindrod (África do Sul), DP World (Dubai) e pela empresa local Moçambique Gestores.

fonte


 



Data: 2018-05-11

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família