Início > Artigo > Navio reabastecedor Bérrio regressa a Lisboa após 3 meses de missão no Golfo da Guiné



Navio reabastecedor Bérrio regressa a Lisboa após 3 meses de missão no Golfo da Guiné


O NRP Bérrio, regressou da sua missão no Golfo da Guiné, no dia em que celebrava 25 anos ao serviço da Marinha Portuguesa.
O navio percorreu mais de 9730 milhas, o equivalente a aproximadamente 19.000 quilómetros, cumprindo praticamente 1100 horas de navegação durante 88 dias de missão.

O Bérrio acompanhou e apoiou logisticamente o navio patrulha Zaire no trânsito até São Tomé e Príncipe onde chegou a 22 de janeiro. Naquele arquipélago desenvolveu atividades de cooperação com os fuzileiros e guarda-costeira de São Tomé e Príncipe, tendo colaborado na instalação do NRP Zaire e da sua guarnição, que permanecerá naquela área até final do ano.

No porto de Mindelo, o navio participou num exercício onde foi simulado o apoio a uma localidade sinistrada, vítima de um sismo, com a sua guarnição de 81 militares e 72 fuzileiros portugueses colaborando com as diversas entidades de Cabo Verde, numa ação de partilha de conhecimentos e troca de experiências, onde a missão principal era salvar vidas.

O navio português participou ainda no maior exercício internacional do Golfo da Guiné, o OBANGAME EXPRESS 18 que visa treinar a interoperabilidade entre os países Africanos, Europeus e Americanos no que concerne à segurança marítima, anti pirataria, combate ao narcotráfico, migração e pesca ilegal e conhecimento situacional marítimo. Neste exercício o NRP Bérrio transportou, apoiou a formação e projetou uma equipa de abordagem dos fuzileiros de Cabo Verde, realizando treinos em cenários fictícios de narcotráfico e de pirataria.

O reabastecedor Bérrio apoiou ainda a fragata portuguesa NRP Álvares Cabral que também se encontra em missão na costa africana, tendo efetuado diversos reabastecimentos de combustível e óleo.

Foram ainda doadas 3.5 toneladas de brinquedos, roupa e material escolar a quatro instituições de solidariedade no apoio a crianças e jovens de São Tomé e Príncipe e a duas instituições do Mindelo, em Cabo Verde.

Ao longo dos três meses de missão o navio praticou oito portos divididos por seis países, onde efetuou escala: Espanha, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Gana, Costa do Marfim e Senegal.


 



Data: 2018-03-31

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)