Início > Artigo > Projecto visa criar gémeos digitais no design e construção de navios



Projecto visa criar gémeos digitais no design e construção de navios


Está em pleno desenvolvimento uma iniciativa (Open Simulation Platform – OSP) que visa criar uma plataforma digital de open source (código aberto) que permita a criação dos chamados ‘gémeos digitais’ no design e construção de navios. A iniciativa foi lançada esta semana no Centro Norueguês de Competências Marítimas em Ålesund e já conta com a adesão de novos parceiros.

Entre os novos parceiros que se irão juntar ao OSP estão a sul-coreana Hyundai Heavy Industries, as norueguesas Kongsberg Digital, Vard e Offshore Simulator Center; os parceiros fundadores da OPS continuarão a captar novos aliados para o aprofundamento do projecto dos ‘gémeos digitais’.

Recorde-se que, em Julho de 2017, a Rolls-Royce Marine, a Universidade Norueguesa da Ciência da Tecnologia (NTNU), a organização de pesquisa SINTEF Ocean e a sociedade de classificação DNV GL assinaram um memorando de entendimento com o objectivo de criar uma plataforma digital de código aberto no contexto do desenvolvimento de novos navios.
O que é um ‘gémeo digital’?

O apelidado ‘gémeo digital’ trata-se, então, de uma cópia digital de um navio real – incluindo seus sistemas – que sintetiza a informação disponível sobre o navio num ecossistema digital. O uso de ‘gémeos’ digitais permite a optimização, manutenção, produção e sustentabilidade de um navio durante todo o seu ciclo de vida.

«O OSP é um projecto cujo o objectivo é estabelecer um padrão de indústria marítima para modelos e simulação de sistemas, num padrão que permitirá às empresas reutilizar modelos de simulação e construir ‘gémeos digitais’ de embarcações existentes e futuras, de forma segura e económica», comentou Jon Rysst, gestor regional da DNV GL Maritime North Europe.

«Ao trabalhar juntos num ambiente virtual, podemos alcançar um maior grau de interacção entre os diferentes sistemas e seus respectivos proprietários. Podemos evitar que empresas passem muito tempo nos seus próprios sistemas de testes de forma isolada, sem terem a oportunidade de testar como estes realmente irão interagir em operação com outros sistemas», acrescentou Hans Petter Hildre, da NTNU.
Projecto OSP com protótipo digital para operações de posicionamento dinâmico

O projecto OSP está já em pleno andamento, não se esgotando no conceito de ‘gémeos digitais’; actualmente está a ser executado um protótipo com um simulacro de embarcação e um sistema DP que conduz várias operações de posicionamento dinâmico. Através da nuvem, este protótipo permite que equipas diferentes em diferentes locais trabalhem juntas para optimizar o design e o desempenho dos navios .

fonte


 



Data: 2018-03-31

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família