Início > Artigo > Militares portugueses combatem aumento da pirataria no Golfo da Guiné



Militares portugueses combatem aumento da pirataria no Golfo da Guiné


No âmbito do exercício internacional OBANGAME EXPRESS 2018, três navios, uma aeronave e 342 militares portugueses treinaram no Golfo da Guiné, entre os dias 21 e 28 de março, tendo em vista a promoção da segurança marítima global da região.

Este foi o maior exercício multinacional na costa oeste de África, que se realiza anualmente e que pretende reforçar a interoperabilidade e proficiência dos países do Golfo da Guiné, em parceria com os países euro-atlânticos, por forma a promover ações que contribuam diretamente para a segurança marítima na região.

Do total de 342 militares, 311 eram da Marinha e 31 da Força Aérea, apoiados por três navios da Marinha - a fragata “Álvares Cabral”, o reabastecedor “Berrio” e o patrulha “Zaire” - e uma aeronave P-3C de vigilância marítima da Força Aérea.

Portugal participou neste exercício promovido pelo comandante das forças navais norte-americanas para a Europa e África e 6ª Esquadra (United States Naval Forces Europe-Africa/United States 6th Fleet), em cooperação com países africanos (Angola, Benim, Cabo Verde, Camarões, Costa do Marfim, Gabão, Gambia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria, Namíbia, Nigéria, São Tomé e Príncipe, Senegal, Togo, República do Congo, República Democrática do Congo e Serra leoa), bem como com a Alemanha, Bélgica, Brasil, Canada, Dinamarca, Espanha, França, Marrocos, Holanda, Noruega, Espanha, Turquia e EUA.

Este exercício, visou essencialmente reforçar as capacidades de resposta aos riscos e ameaças emergentes no Golfo da Guiné, em concreto mo combate às atividades ilícitas no mar, onde se destaca o combate à pirataria marítima, narcotráfico e delapidação abusiva dos recursos marinhos, bem como a proteção das bases de exploração petrolífera existentes na região.

A fragata da Marinha Portuguesa, NRP Álvares Cabral, participou em 8 exercícios de abordagens a navios suspeitos de atividades ilícitas, tendo proporcionado em especifico treino e formação às equipas de abordagem e vistoria das Marinhas dos países do Senegal, Gâmbia, Guiné-Bissau, República de Cabo Verde, Marrocos.

O patrulha da Marinha “Zaire”, colaborou diretamente no treino de abordagem de equipas de fuzileiros santomenses, que estão a ser treinadas pelos fuzileiros portugueses. Sob coordenação do Centro de Operações da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, o navio efetuou igualmente uma ação de abordagem e vistoria ao navio dos Camarões, que simulou uma embarcação suspeita de tráfico humano e imigração ilegal onde, no âmbito do exercício, foram detetados cinco imigrantes ilegais, posteriormente entregues às autoridades locais.

Durante o destacamento da aeronave P-3C da Força Aérea portuguesa foram realizadas 6 missões dedicadas ao exercício, das quais 3 foram em ambiente de operação real de emprego do meio. Foram cobertos mais de 1.500.000 Km2 em patrulha, tendo para isso sido percorridos 9.000 Km nas mais de 30 horas voadas.

A fase de mar do OBANGAME EXPRESS 2018 terminou com a realização de um exercício de busca e salvamento marítimo conjunto, para a deteção e salvamento de um náufrago, tendo contado com a participação da fragata portuguesa “Álvares Cabral” e de navios patrulhas da marinha da Gâmbia e do Senegal e de uma aeronave de patrulha marítima deste país.


 



Data: 2018-03-31

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família