Início > Artigo > Porto da Beira com novo terminal de contentores



MOÇAMBIQUE

Porto da Beira com novo terminal de contentores


A cidade da Beira conta com um novo acesso rodoviário e extensão do parque de terminal de contentores localizado dentro do recinto portuário da Beira. A iniciativa é da Cornerlder Moçambique e tem como objectivo tornar o porto e o corredor da Beira cada vez mais atractivos e competitivos na região e no mundo, numa altura em que os volumes de tráfego no Porto da Beira têm crescido de forma contínua e sustentável.

O Terminal de Contentores do Porto da Beira foi construído em 1992, com uma capacidade para manuseamento de 100.000 TEU por ano. Volvidos 25 anos, o terminal manuseia volumes superiores 200.000 TEU´s por ano.

O novo acesso, inaugurado pela Vice-Ministra dos Transportes e Comunicações, Manuela Ribeiro, tem cinco faixas de rodagem, facto que irá permitir reduzir substancialmente o tempo de trânsito dos operadores rodoviários, descongestionando o próprio porto e as vias de acesso urbanas que dão acesso ao porto da Beira.

“A inauguração destas duas importantes infra-estruturas avaliadas em mais de seis milhões de dólares, não pode ser visto como um investimento isolado do concessionário do Porto da Beira. Este investimento tem implicações directas no funcionamento da nossa economia como um todo.

É importante que todas as entidades que interagem directa ou indirectamente com o Porto estejam claras sobre a necessidade de apoiar e contribuir para o desenvolvimento desta infra-estrutura que nos serve a todos. Por outras palavras, o crescimento do porto, quer em volume de cargas, quer em eficiência e competitividade, representará um valor acrescido para todos nós, individual e colectivamente”.

A vice-ministra aproveitou a ocasião para lançar o repto a todos os intervenientes da cadeia logística de transportes, entre eles, alfandegas, transportadores ferroviários e rodoviários, agentes transitários, entre outros, no sentido de valorizar e assegurar que “estes investimentos realizados pela Cornelder de Moçambique beneficiem a economia nacional e regional. É fundamental que o sector ferroviário mobilize meios logísticos e infra-estruturas para assegurar o transporte dos volumes de carga que serão manuseados no Porto”.

O administrador delegado da Cornelder de Moçambique, Ian Di Vriezi, referiu que a infra-estrutura também está preparada para implementação de novas tecnologias.

“O ano passado, a Cornelder de Moçambique investiu na implementação do sistema informatizado de gestão de contentores mais moderno do mundo, denominado Navis N4. Esta plataforma informática trouxe melhorias significativas na produtividade do Terminal de Contentores. Em 2018, vamos utilizar este sistema informatizado de gestão para permitir que os transportadores possam registar as suas entradas no terminal com a devida antecedência, através da internet, melhorando o controle e aumentando a eficiência. E, em 2019 vamos instalar novos sistemas de identificação e registo automático dos camiões e contentores que entram no terminal. Estes e inúmeros outros investimentos realizados e ainda por realizar são sempre feitos na perspectiva de tornar o Porto e o Corredor da Beira cada vez mais atractivo e competitivo e assim contribuir para o desenvolvimento económico de Moçambique e dos países do hinterland”.

fonte


VEJA UMA PLAYLIST COM DEZENAS DE VÍDEOS DO LOBITO, CATUMBELA E BENGUELA, CLICANDO NA IMAGEM

Lobito 2013 NO FACEBOOK - CENTENAS DE FOTOS E VÍDEOS



Data: 2017-12-19

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)