Início > Artigo > Veleiros pedagógicos lançados ao mar na Madeira



PORTUGAL

Veleiros pedagógicos lançados ao mar na Madeira


Foram lançados no oceano, ao largo do Funchal, três mini-veleiros trabalhados por alunos portugueses, espanhóis, escoceses e americanos com mensagens a bordo, numa versão século XXI da mensagem na garrafa.

A iniciativa integra-se no projecto educativo «Leva Portugal ao Mundo», coordenado pela Direcção-Geral de Política do Mar (DGPM) em parceria com o Instituto Superior Técnico (centro de investigação ISR-Lisboa).

A ideia é inspirada na iniciativa norte-americana Educational Passages, “onde os alunos trabalham, lançam e monitorizam pequenos barcos”, aprendendo sobre os ventos e as correntes oceânicas e, permitindo uma interacção entre jovens de diferentes culturas quando os veleiros chegam a um novo destino, refere fonte próxima do projecto.

O lançamento foi realizado com o apoio da Estação de Biologia Marinha do Funchal (pólo do Observatório Oceânico da Madeira), da Marinha e do Clube Naval do Funchal e a viagem pode ser acompanhada a partir de um livestream disponível em www.dgpm.mm.gov.pt/leva-portugal-ao-mundo, graças a um equipamento GPS e a um transmissor por satélite existente em cada veleiro, ligado a um sistema da agência norte-americana National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA).

Os veleiros, com 1,5 metros de comprimento, lançados foram o WEST, o NADA e o Crimson Voyager. O primeiro foi lançado ao mar em Dezembro de 2013 por alunos da Escola de Westbrook, no Maine (Estados Unidos) e chegou a Portugal quase um ano depois, onde foi trabalhado por alunos de duas escolas da Nazaré (EB 2,3 Amadeu Gaudêncio e Externato D. Fuas Roupinho), antes de ser devolvido ao mar, em Junho de 2015. Regressaria a Portugal e foi lançado da Madeira em Janeiro de 2016, ficando à deriva no mar durante sete meses até ser recuperado na Escócia onde foi trabalhado pela Escola de North Uist. O segundo foi trabalhado em Almada pela EBS Anselmo de Andrade e lançado a partir da Madeira em Janeiro de 2017, ficando no Atlântico um mês, até dar à costa na praia de Esposende. O último foi lançado por alunos da Escola de Morristown-Beard, de New Jersey (Estados Unidos), no Natal de 2015, tendo cruzado o Atlântico até que em Abril de 2016 foi resgatado em Cádiz (Espanha) e entregue a alunos da Escola Reyes Catolicos, que o trabalharam ao longo do ano.

fonte


VEJA UMA PLAYLIST COM DEZENAS DE VÍDEOS DO LOBITO, CATUMBELA E BENGUELA, CLICANDO NA IMAGEM

Lobito 2013 NO FACEBOOK - CENTENAS DE FOTOS E VÍDEOS



Data: 2017-11-19

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)