Início > Artigo > Procurando Nemo? Está a ficar mais difícil



Procurando Nemo? Está a ficar mais difícil


  Estudo mostra que peixe-palhaço, que vive em anémonas afectadas por aumento da temperatura da água, tende a reproduzir-se menos. Fenómeno pode afectar mais de 50 outras espécies.

O aquecimento dos mares está também afetando os peixes-palhaço. Segundo um estudo publicado na revista Nature Communications, a espécie, que ficou popular pelo desenho animado Procurando Nemo, sofre estresse e se reproduz menos devido ao branqueamento de anêmonas, causado pelo aumento da temperatura marinha.

Peixes-palhaço, ou peixe-das-anêmonas, vivem em simbiose com anêmonas, que oferecem proteção contra predadores através de seus tentáculos venenosos. Em troca, eles limpam seus tentáculos e proporcionam restos de alimento, que são aproveitados pela anêmona.
Especialistas de várias universidades investigaram em um recife na Polinésia Francesa as consequências do aumento das temperaturas do mar durante um período de 14 meses, incluindo o verão extremamente quente de 2016. Eles monitoraram os peixes antes, durante e depois da passagem do fenômeno El Niño, que causou em 2016 o aquecimento em regiões do Oceano Pacífico e um grande branqueamento de corais.
Os biólogos marinhos compararam os peixes que vivem nas anêmonas afetadas pelo fenômeno do branqueamento com aqueles vivendo em anêmonas saudáveis. Eles encontraram 73% menos ovos capazes de gerar vida nos peixes que vivem em anêmonas branqueadas do que nos que vivem em anêmonas saudáveis.

Os exames de sangue realizados nos peixes mostraram um aumento do hormônio do estresse (cortisol) e uma menor concentração de hormônios sexuais. "O clareamento das anêmonas, causado pela alta temperatura do mar, é um fator de estresse que reduz os hormônios sexuais e, com isso, a capacidade reprodutiva", escreve a equipe de pesquisadores.
Os pesquisadores também acreditam que pelo menos 51 outras espécies de peixes que dependem de anêmonas para se alimentar ou para se proteger de predadores também podem ser afetadas.

fonte


VEJA UMA PLAYLIST COM DEZENAS DE VÍDEOS DO LOBITO, CATUMBELA E BENGUELA, CLICANDO NA IMAGEM

Lobito 2013 NO FACEBOOK - CENTENAS DE FOTOS E VÍDEOS



Data: 2017-10-29

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)