Início > Artigo > Mota Engil bate record com contrato de 2,2 mil milhões em Moçambique



Mota Engil bate record com contrato de 2,2 mil milhões em Moçambique


A Mota-Engil anunciou um contrato de 2,4 mil milhões de dólares (2,2 mil milhões de euros) para a construção em Moçambique da via-férrea de 500 km que liga a zona mineira de Moatize ao porto de Macuse.

É a maior empreitada da história do conglomerado português e o primeiro consórcio (50/50) entre empresas portuguesas e chinesas. A adjudicação já fora citada na imprensa internacional, mas só agora ganha um carácter oficial.

Nesta empreitada, a Mota-Engil surge associada à China National Complete Engineering Corporation, uma subsidiária da China Machinery Engineering Corporation, empresa cotada na Bolsa de Hong Kong.
Montagem financeira

No comunicado enviado à CMVM, a Mota-Engil confirma a assinatura do contrato com a Thai Moçambique Logística, admitindo que o arranque da obra possa ocorrer durante 2018, “após a conclusão do financiamento do projeto”.

A Mota-Engil diz que “dada a forte incorporação de bens e serviços da China”, o potencial suporte de instituições de crédito às exportações daquele paí, poderá contribuir favoravelmente para a montagem financeira da operação.

A construção da via-férrea, integrada no canal logístico que ligará a zona mineira de Moatize ao porto de Macuse, terá a duração de 44 meses.

Estreia na Guiné-Conacri

Num segundo comunicado enviado à CMVM, a Mota-Engil dá conta de uma outra empreitada e da estreia de um novo mercado africano, no caso a Guiné-Conacri. É o 12.º país africano em que o conglomerado da família Mota opera.

O contrato para o fornecimento de serviços de mineração vale 210 milhões de dólares (190 milhões de euros) distribuído por quatro anos. O cliente é a subsidiária local da AngloGold Ashanti Limited, uma empresa mineradora de ouro sul-africana.

A Mota-Engil torna-se no “fornecedor exclusivo de serviços de mineração, incluindo o fornecimento de equipamentos e instalações, na mina de ouro de Siguiri, na República da Guiné”. O contrato com a duração de 56 meses será executado por uma sociedade guineense detida pela Mota-Engil África.

No comunicado, o grupo português refere a adjudicação recente de outras obras de menor dimensão em África, destacando contratos no valor de 130 milhões de dólares em Angola.

fonte


VEJA UMA PLAYLIST COM DEZENAS DE VÍDEOS DO LOBITO, CATUMBELA E BENGUELA, CLICANDO NA IMAGEM

Lobito 2013 NO FACEBOOK - CENTENAS DE FOTOS E VÍDEOS



Data: 2017-06-29

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família