Início > Artigo > China vai apoiar projecto de criação de uma Zona Económica Exclusiva em São Vicente



CABO VERDE

China vai apoiar projecto de criação de uma Zona Económica Exclusiva em São Vicente


A China vai apoiar Cabo Verde no desenvolvimento do projeto de criação de uma Zona Económica Exclusiva (ZEE), na ilha de São Vicente, um projecto na área da economia marítima.

Esta intenção foi manifestada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, no final de um encontro de trabalho com o seu homólogo cabo-verdiano, Luís Filipe Tavares.

“No âmbito da nossa cooperação com Cabo Verde vamos prestar todos apoios necessários para criação da Zona Económica Exclusiva em São Vicente”, garantiu o ministro dos Negócios Estrangeiros da China, à imprensa.

O governante chinês disse que o seu país tem experiências “boas e bem-sucedidas” na criação da zona económica exclusiva que poderá transmitir a Cabo Verde.

“Vamos estabelecer uma parceria muito importante na criação da Zona Económica Exclusiva de São Vicente, em Cabo Verde, um país que tem uma situação geográfica com o cruzamento da linha marítima muito importante no continente africano”, sublinhou Wang Yi.

Na ocasião, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares, agradeceu o apoio do governo chines e sublinhou a importância da implementação do projeto da ZEE de São Vicente que segundo o governante vai contribuir para criação de milhares de postos de trabalho no país.

Durante o encontro os chefes da diplomacia dos dois países falaram, igualmente, do projeto da construção de uma nova maternidade para a ilha de São Vicente, com central de consultas moderna para servir a ilha e toda a região norte do país.

Questionado sobre o montante dos dois projetos (ZEE e a nova maternidade), Luís Filipe Tavares disse que o Governo só vai avançar o valor depois fazer os estudos de viabilidade.

“Neste momento o importante é que há uma firme vontade e decisão do Governo Chinês em apoiar os dois projetos em Cabo Verde”, realçou Luís Filipe Tavares.

O governante cabo-verdiano realçou o apoio da China a Cabo Verde e a importância das relações de cooperação e de amizade entre os dois países.

A China, recorde-se, estabeleceu relações diplomáticas com Cabo Verde a 25 de Abril de 1976 e desde então tem cooperado com o arquipélago em vários domínios.

Infraestruturas, educação, saúde, agricultura foram as áreas privilegiadas nas relações de cooperação entre Cabo Verde e China.

O governo chinês já financiou Cabo Verde dezenas de projetos, nomeadamente os palácios do Governo e da Assembleia Nacional, a Biblioteca e o Auditório Nacional, a Barragem do Poilão e o Estádio Nacional.

A cooperação não tem sido restrita ao financiamento de projetos, nos últimos anos as universidades chinesas têm recebido dezenas de estudantes cabo-verdianos.

Em Cabo Verde existe também uma grande comunidade chinesa, que na sua maioria se dedica ao comércio.


SAPO c\ Inforpress


 



Data: 2017-05-21

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)