Início > Artigo > Guiné-Bissau apreende seis navios estrangeiros por pesca ilegal



Guiné-Bissau apreende seis navios estrangeiros por pesca ilegal


Cinco navios chineses e um senegalês foram apreendidos pelas autoridades guineenses por pesca ilegal.

Os navios chinesees teriam pescado espécies para as quais não tinham autorização. Por seu lado a embarcação senegalesa estava na posse de uma licença de pesca exclusivamente para território do Senegal.

Deverão ser aplicadas multas às embarcações agora apreendidas.

O coordenador da Fiscap, entidade do governo guineense que faz a fiscalização das actividades de pesca na Zona Económica Exclusiva da Guiné-Bissau, destaca que, desde a entrada em funções do novo governo, em Julho, a sua equipa já capturou sete navios estrangeiros na actividade de pesca ilegal na ZEE do país.

fonte


 



Data: 2014-11-16

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)