Início > Moçambique

MOÇAMBIQUE

Exportações em Tete atingem mais de 18 mil milhões de meticais

A província de Tete arrecadou mais de 18,8 mil milhões de meticais em 2017, resultantes da exportação de vários produtos, particularmente carvão mineral, energia eléctrica, tabaco, milho, algodão, peixe (tilápia e kapenta), madeira e farinha de milho, avança a AIM.

Segundo o director provincial da Indústria e Comércio de Tete, João Feliciano, a maioria dos produtos foi exportada para a África do Sul, Alemanha, Turquia, Argentina, Bélgica, Singapura, Portugal, Roménia.

BEIRA, MOÇAMBIQUE

Terminal de carvão do grupo indiano Essar entra em funcionamento em 2020

A primeira fase do terminal de carvão com uma capacidade de 10 milhões de toneladas/ano a ser construído no porto da Beira, província de Sofala, centro de Moçambique, pelo grupo indiano Essar deverá entrar em funcionamento em 2020 após um investimento de 260 milhões de dólares, afirmou na Cidade do Cabo o presidente executivo da Mozambique Essar Ports, Ltd.

MOÇAMBIQUE

Porto de Maputo movimentou mais 22% de carga em 2017

Em 2017, o Porto de Maputo, em Moçambique, registou um movimento de carga de 18,2 milhões de toneladas, mais 22% do que no ano anterior, refere um comunicado da própria autoridade portuária. De acordo com esta, o aumento deve-se à dragagem de aprofundamento do canal de acesso ao porto que, concluído em Janeiro de 2017, permitiu “um aumento de 40% da capacidade de carga em Maputo e de 55% da capacidade de carga na Matola”, afirmou o Director Executivo, Osório Lucas. “O valor máximo de carregamento até hoje foi de 96.400 toneladas de magnetite pelo navio MV AMANI”, adiantou.

MOÇAMBIQUE

Grupo Van Oord reforça dragagem do porto da Beira

O grupo Van Oord dos Países Baixos subcontratou a Empresa Moçambicana de Dragagem (Emodraga) para reforçar a operação de dragagem de emergência do canal de acesso ao porto da Beira, em Sofala, iniciada em Novembro de 2017 com conclusão prevista para Abril deste ano, disse o presidente da empresa moçambicana.

Estatal CFM perde 45 milhões de dólares/ano com abandono da linha do Sena pela Vale Moçambique

A estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) vai deixar de facturar anualmente cerca de 45 milhões de dólares com a decisão da Vale Moçambique de concentrar as operações de transporte de carvão na linha de caminho-de-ferro de Nacala, disse o director executivo da CFM-Centro, Augusto Abudo, em declarações à Rádio Moçambique.

MOÇAMBIQUE

Essar Ports revela investimento em novo terminal de carvão no Porto da Beira

A empresa Essar Ports (parte do conglomerado indiano Essar Group) confirmou, através do seu presidente, Rajiv Agarwal, que irá investir cerca de 500 milhões de dólares na construção de um novo terminal de carvão no Porto da Beira, em Moçambique e também na expansão da capacidade dos terminais Hazira e Salaya (situados na Índia). Rajiv Agarwal revelou ainda que o investimento será efectuado ao longo dos próximos dois anos e meio.

Porto da Beira, em Moçambique, adopta sistema electrónico de gestão de carga

O Porto da Beira, na província de Sofala, vai adoptar a partir deste ano, um sistema electrónico de gestão de carga permitindo que os utilizadores registem as suas entradas no terminal com a devida antecedência, através da Internet, o que deverá resultar no aumento da eficiência portuária, disse o administrador-delegado da Cornelder de Moçambique, entidade gestora do porto.

Gestão do porto de Quelimane entregue à estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique

A empresa Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique vai passar a assegurar a gestão do porto de Quelimane, província central da Zambézia, ao abrigo de uma decisão do governo, anunciou a porta-voz do Conselho de Ministros e vice-ministra da Cultura e Turismo.

“O Conselho de Ministros apreciou e deliberou sobre o decreto que aprova a rescisão antecipada e por mútuo acordo do contrato de concessão do porto de Quelimane e consequente devolução à autoridade concedente”, disse Ana Comoana.

MOÇAMBIQUE

Porto da Beira contará com sistema electrónico para a carga contentorizada já em 2018

No Porto da Beira, em Moçambique, o ano de 2018 ficará marcado pelo grande passo que será dado na digitalização dos processos no Terminal de Contentores. Isto porque o mesmo passará a estar dotado, já em 2018, de um sistema electrónico de gestão de carga.

Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique com resultado operacional positivo de 57 milhões de dólares em 2017

A estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) deverá registar em 2017 um resultado operacional positivo de 3,5 mil milhões de meticais (57 milhões de dólares), montante que representa um crescimento de 11% relativamente ao alcançado em 2016, anunciou o presidente da empresa no decurso de uma reunião realizada em Maputo.

MOÇAMBIQUE

Porto da Beira com novo terminal de contentores

A cidade da Beira conta com um novo acesso rodoviário e extensão do parque de terminal de contentores localizado dentro do recinto portuário da Beira. A iniciativa é da Cornerlder Moçambique e tem como objectivo tornar o porto e o corredor da Beira cada vez mais atractivos e competitivos na região e no mundo, numa altura em que os volumes de tráfego no Porto da Beira têm crescido de forma contínua e sustentável.

O Terminal de Contentores do Porto da Beira foi construído em 1992, com uma capacidade para manuseamento de 100.000 TEU por ano. Volvidos 25 anos, o terminal manuseia volumes superiores 200.000 TEU´s por ano.

MOÇAMBIQUE

Empresário norte-americano recupera EMATUM

Depois de se ter declarado insustentável e com quase toda a frota paralisada, agravado pela dívida que o governo contraiu, avaliada em 850 milhões de dólares, usados para a compra de 24 embarcações, ao que tudo indica apareceu uma bóia de salvação.

O empresário norte-americano, Erik Prince, presidente do Frontier Service Group, empresa de logística e transporte com presença na África do Sul, convocou a imprensa quarta-feira em Maputo, para anunciar que vai entrar para o sector pesqueiro nacional através da EMATUM, com o objetivo de capitalizar a frota de 24 barcos disponíveis desta empresa.

Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique com resultado operacional positivo de 57 milhões de dólares em 2017

A estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) deverá registar este ano um resultado operacional positivo de 3,5 mil milhões de meticais (57 milhões de dólares), montante que representa um crescimento de 11% relativamente ao alcançado em 2016, anunciou o presidente da empresa no decurso de uma reunião realizada em Maputo.

MOÇAMBIQUE

Corredor de Nacala vale prémio mundial de Engenharia à Mota-Engil

A Mota-Engil, através do seu presidente António Mota (em conjunto com Ismael Gaspar e João Neto), venceu o Prémio H.J. Sabbagh Award for Engineering Construction Excellence, atribuído pela World Federation of Engineering Organizations (WFEO), a maior federação de associações de engenheiros do mundo. Em causa estão os trabalhos realizados em África, nomeadamente no Corredor de Nacala, em Moçambique.

MOÇAMBIQUE

Brasileira Vale vai deixar de exportar carvão pelo Porto da Beira

A empresa brasileira Vale vai deixar de usar o Porto da Beira para exportar carvão a partir do próximo ano, passando a concentrar as operações no Corredor Logístico de Nacala, na província de Nampula, norte de Moçambique.

Moçambique tem novas regras para pescas

O governo moçambicano aprovou o regulamento sobre a concessão dos direitos de pesca e o licenciamento da atividade piscatória em Moçambique. Trata-se da regulamentação da lei de pescas (Lei número 22/2013, de 01 de Novembro) que introduz, pela primeira vez no país, o direito de pesca.
Este direito, segundo o ministro do Mar, Águas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane, é representado por um título, cujo detentor pode apresentar como garantia para poder obter apoios financeiros para desenvolver a sua actividade.

Governo de Moçambique rubrica contratos de porto e linha férrea a construir pela Mota-Engil

O Governo moçambicano e a Thai Moçambique Logistics assinaram adendas ao contrato de concessão do porto e da ferrovia de Macuze, a construir no centro do país e em que participa a portuguesa Mota-Engil, anunciou fonte oficial.

A assinatura decorreu no local onde vai ser criado o porto de águas profundas de Macuze, 35 quilómetros a norte de Quelimane, capital da província central da Zambézia.

Portugal é principal comprador de crustáceos de Moçambique

Portugal é o país que mais crustáceos compra a Moçambique, de acordo com os dados das exportações de 2016 do Instituto Nacional de Estatística.

O país exportou no último ano 38,2 milhões de dólares de lagostas, camarões e espécies relacionadas. Segundo a agência Lusa cerca de um terço da mercadoria do pescado nacional que corresponde a 36.2 por cento teve como destino Portugal, seguido pela China com 27.5 por cento e Espanha com 19,5 por cento. Ou seja, a Península Ibérica foi o destino da maioria cerca de 55.7 por cento do produto vendido ao estrangeiro.

Exportação de carvão baixa na Beira

Tende a baixar o volume de exportação do carvão mineral de Moatize a partir de Porto da Beira, na sequencia do uso exclusivo por parte da Vale Moçambique do Porto de Nacala.

O volume de carvão mineral de Moatize exportado a partir do porto da Beira, caiu para menos de metade neste ano comparativamente aos anos anteriores.

MOÇAMBIQUE

Porto da Beira submetido a dragagem

O canal de acesso ao Porto da Beira está a ser submetido a uma dragagem de emergência, de modo a permitir a acostagem de navios de maior tonelagem. A operação vai durar seis meses, de acordo com AIM.

O projecto está orçado em cerca de 25 milhões de euros, desembolsados pelos CFM.

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)