Início > Moçambique

FERNANDO COUTO:

Moçambique tem de apostar no mar como via eficiente de transporte

O presidente da Comissão Executiva da empresa Portos do Norte defende a aposta na opção marítima para o transporte de pessoas e bens no país como meio importante para colmatar as dificuldades que o país enfrenta em infra-estruturas de transporte. “A cabotagem marítima deve voltar a fazer parte das prioridades, sobretudo nesta altura em que o mercado tem que se ajustar. A melhor via possível para o transporte é o mar, por não ter custos de manutenção”, argumentou o responsável em entrevista ao programa Mozefo.

MOÇAMBIQUE

Nacala em altura de ombrear com Durban

Fernando Couto defende que há aspectos que colocam o porto de Nacala em condições de competir com o de Durban, África do Sul. Argumentou que a preferência das linhas de navegação depende de vários factores, entre eles a distância dos mercados que vão servir. Portanto, todo o mercado que está orientado acima do Zambeze está a pelo menos dois dias de navegação para Durban, que representa muito dinheiro: cerca de 50 mil dólares num navio de dimensões normais.

MOÇAMBIQUE

Corredor de Nacala é caso de sucesso

O Corredor de Desenvolvimento de Maputo (CDM) surge em destaque num relatório do Banco Africano de Desenvolvimento como a iniciativa de interligação regional que mais sucesso tem na região da África a sul do Saara. Num relatório sobre o país recentemente divulgado no âmbito da publicação do “African Economic Outlook – 2015”, o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) reserva um capítulo para analisar o CDM, assim como outros corredores de Moçambique, numa óptica de desenvolvimento regional e integração espacial.

MOÇAMBIQUE

Reforço da Linha do Sena é prioridade para este ano

Carlos Mesquita, ministro moçambicano dos transportes e comunicações, avançou que a conclusão da segunda fase das obras de recuperação e modernização da linha de caminho-de-ferro do Sena, na província de Sofala, é uma das prioridades para 2015 do sector. O governante mencionou ainda como prioridades o início da operação do corredor ferroviário Tete/Nacala e a aquisição de quatro aviões para renovar a frota das Linhas Aéreas de Moçambique.

MOÇAMBIQUE

Estudo de navegabilidade dos rios Chire e Zambeze finalizado em Agosto

Está prevista para agosto a finalização do estudo sobre a navegabilidade dos rios Chire e Zambeze, segundo adiantou o diretor das relações internacionais no Ministério dos Transportes e Comunicações, Fortunato Albreiro. O estudo surge no seguimento de um pedido do Malawi, país vizinho, que pretende utilizar os dois rios para a importação e exportação das suas mercadorias, com a perspectiva de baixar os custos com transportes em cerca de 60%.

Moçambique recebe empréstimo japonês de 280 milhões destinado ao porto de Nacala

Foi assinado, em Maputo, um acordo entre o Japão e aquele país africano para um empréstimo adicional japonês de 280 milhões de dólares, o qual será aplicado na segunda fase do projecto de ampliação do porto de Nacala. Este empréstimo é a última parcela que o Japão concede para o projecto de desenvolvimento do porto de Nacala, depois de em 2012 ter concedido 30 milhões de dólares e de em 2013 ter emprestado mais 70 milhões de dólares, num total de 380 milhões de dólares.

PORTO DA BEIRA, MOÇAMBIQUE

Acesso ainda problemático mas há boas perspectivas

O PORTO da Beira está com problemas de dragagem devido ao assoreamento do canal de acesso, uma situação que, aliada ao mau estado das vias de acesso ao porto leva a que muitos serviços não sejam prestados com a celeridade desejável. Esta situação agrava-se quando há mau tempo, pois fica-se sem segurança para a navegação, sobretudo nocturna, embora a Empresa Moçambicana de Dragagem (EMODRAGA) esteja no terreno a operar.

MOÇAMBIQUE

Construção da base logística de Pemba começa em breve

A empresa chinesa China Harbour Engineering Corporation (CHEC) inicia dentro de 30 dias a primeira fase da construção da Base Logística de Pemba, no norte de Moçambique, informou o director executivo da empresa ENH Logistics.

MOÇAMBIQUE

CFM procura fundos para expandir rede

A Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique pretende angariar 2,3 mil milhões de dólares para financiar o plano integrado de desenvolvimento da rede ferroviária e de instalações portuárias, afirmou em Maputo o presidente da estatal. À margem da cerimónia de encerramento do XIX Conselho de Directores da CFM, o presidente Victor Gomes indicou que com fundos próprios a empresa iniciou a reparação da linha de Sena, que liga a região carbonífera de Moatize ao porto da Beira, de acordo com o matutino Notícias, de Maputo.

MOÇAMBIQUE

CFM com crescimento médio de 25% no sector ferroviário

A estatal moçambicana Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) obteve nos últimos seis meses uma taxa média de crescimento ferroviário de 25% e portuário de 22%, segundo o seu presidente, Vítor Gomes.
Victor Gomes, que falava na abertura da 19ª reunião do Conselho de Directores da empresa, disse que o resultado operacional foi, em 2014, de 2625 milhões de meticais (75 milhões de dólares), o que representa um crescimento de 41% comparativamente a 2013.

FACIM | Feira Internacional de Maputo

A AICEP propõe-se dinamizar a presença nacional na FACIM – Feira Internacional de Maputo, que se realizará em Marracuene de 31 de agosto a 6 de setembro de 2015, assumindo a organização do Pavilhão de Portugal.

MOÇAMBIQUE

Portos de Norte investe em segurança electrónica

As autoridades que gerem o Porto de Nacala anunciaram para breve a introdução de um sistema electrónico de segurança e controlo. A medida visa reduzir os casos de roubo de mercadorias e de outros bens naquele estabelecimento portuário, localizado na cidade de Nacala, província de Nampula. O responsável de segurança do Portos de Norte, empresa concessionária do Porto de Nacala, não avançou a data do início de montagem do sistema de segurança electrónico, muito menos o dinheiro que será investido no processo.

MOÇAMBIQUE

Escolha de empresa para dragagem do Porto de Maputo em curso

O processo de selecção da empresa que vai proceder à dragagem do canal de acesso ao porto de Maputo para que a profundidade passe dos actuais 11 metros para 14 metros está já em curso, informou a Sociedade de Desenvolvimento do Porto de Maputo (MPDC). A MPDC, em comunicado assinado pelo director executivo Osório Lucas, informou ainda que a dragagem que vai ser efectuada vai permitir o acesso às instalações portuárias de navios até 80 mil toneladas, tornando o porto de Maputo num dos mais competitivos nos mercados regional e internacional.

MOÇAMBIQUE

Porto de Nacala com record anual de contentores

No ano passado, o porto de Nacala conseguiu o recorde de mais de dois milhões de toneladas de carga manuseada e perto de 100 mil contentores (97 mil), segundo informação avançada pelo administrador-delegado da Portos do Norte, empresa que assumiu a gestão do Porto de Nacala há pouco mais de um ano.

MOÇAMBIQUE

Ferrovia Moatize-Macuse espera por financiamento

As obras de construção da linha de caminho-de-ferro que liga os distritos de Moatize e de Macuse e do porto de Macuse aguardam por financiamento para avançarem, afirmou o ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique, Carlos Mesquita.
“Actualmente está-se na fase de angariação de financiamentos, dando-se início aos trabalhos de construção quando estiverem reunidas todas as condições”, precisou o ministro.

Moçambique com condições para adoptar modelo chinês das Zonas Económicas Especiais

Moçambique tem condições para adoptar com sucesso o modelo chinês das Zonas Económicas Especiais, que contribuiu para impulsionar a economia chinesa, afirmam os investigadores Fernanda Ilhéu e Hao Zhang. No estudo “O Papel das Zonas Económicas Especiais no Desenvolvimento de Países Africanos e Investimento Directo Estrangeiro Chinês”, os investigadores do Instituto Superior de Economia e Gestão de Lisboa lembram que, ao longo de 35 anos, as Zonas Económicas Especiais tiveram “um papel decisivo no desenvolvimento de locais como Shenzhen, Zhuhai, Xiamen, Shantou, Hainan e Xangai, e que os países africanos podem aproveitar esta experiência.

Moçambique encomenda navios para a Marinha a estaleiro francês

O governo moçambicano encomendou três novas embarcações militares HS132 aos estaleiros da francesa Constructions Mecaniques de Normandie (CMM), de acordo com uma informação avançada pelo portal Navy Recognition, informa o jornal O País.

Botswana quer exportar carvão a partir dos portos de Moçambique

O Botsuana pretende iniciar a exportação de carvão a partir de portos de Moçambique e da África do Sul, antecipando a conclusão de uma linha de caminho-de-ferro que liga aquele país à Namíbia, informou recentemente o director executivo da Câmara de Minas do país.

Moçambique atrai quase metade das PME portuguesas

A informação surpreende os próprios portugueses, segundo a Associação Industrial Portuguesa (AIP). Maputo tem vindo a atrair um número crescente de PME portuguesas interessadas em exportar para Moçambique. Entre as exportações que as Pequenas e Médias Empresas (PME) nacionais fazem para África, há uma grande concentração nos mercados da lusofonia e, dentro destes, há um predomínio de Angola, que atrai os produtos de 84% das PME com actividades comerciais nos países africanos, revela o último inquérito da AIP à internacionalização das PME.

MOÇAMBIQUE

Base Logística de Pemba pode avançar

O projecto da Base Logística de Pemba já tem luz verde para avançar, na sequência da licença ambiental atribuída à empresa Portos de Cabo Delgado (PCD) pelo Ministério para a Coordenação da Acção Ambiental (MICOA).

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)