Início > Moçambique

Gás natural coloca Moçambique num lugar privilegiado no mercado global

O Director de Projectos e Desenvolvimento, no Instituto Nacional de Petróleo, Nazário Bangalane, defende que o gás natural de Moçambique pode ser usado como alternativa no processo de transição energética mundial.

Nazário Bangalane falava à Rádio Moçambique após participar num painel que discutiu em Estocolmo, na Suécia, o tema “Transição Justa- O Caminho para um planeta saudável para a prosperidade de Todos”.

MOÇAMBIQUE

Comissão Parlamentar congratula gestão da CFM

A Comissão do Plano e Orçamento da Assembleia da República congratulou a empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), pela robustez financeira que continua a apresentar, mesmo perante os eventos extremos registados nos últimos dois anos, no território nacional.

António Niquice, presidente daquela comissão na Assembleia da República, enalteceu o grau de solvabilidade da empresa, facto que a permitiu contribuir com cerca de 49 milhões de dólares em impostos em 2020.

MOÇAMBIQUE | ESTA QUARTA-FEIRA

2ª CONFERÊNCIA: - ECONOMIA DO MAR - NEGÓCIOS, INVESTIMENTO E PARCERIAS

Esta quarta-feira, dia 22 de junho, a CCPM promove a 2.ª Conferência Economia do Mar, sobre a temática negócios, investimento e parcerias.

A Conferência realiza-se no Auditório da AICEP, Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, (R. de Entrecampos 28 , 1700 158 Lisboa), em formato híbrido, com transmissão em streaming.

MOÇAMBIQUE

Primeira exportação de GNL prevista para Outubro

O Ministro da Economia e Finanças revelou que a primeira exportação do projecto da central de produção de Gás Natural Liquefeito (GNL) no mar, na bacia do Rovuma, está prevista para o início de Outubro. Max Tonela falava à margem dos encontros anuais do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), em Acra.

“A plataforma já está nas águas moçambicanas. Está em processo de instalação e ligação aos seis poços. Nós esperamos que a produção comece de forma gradual (…) e que a primeira operação de exportação aconteça no início do mês de Outubro deste ano”, altura em que a plataforma estará já a operar na sua capacidade total.

MOÇAMBIQUE

Porto de Quelimane volta a receber navios de grande porte

O Porto de Quelimane, na Zambézia, volta a receber navios de grande porte, que vão permitir o transporte de mercadorias para a província de Niassa e para o vizinho Malawi.

“Temos as regiões mais recônditas, como a de Niassa. É possível, a partir de Quelimane, responder à demanda de combustível para Niassa e Malawi. É um porto que também está situado de forma estratégica naquela região para responder a questões específicas da região”, disse o ministro dos Transportes.

MOÇAMBIQUE

DP World lança serviço de transporte marítimo até ao Médio Oriente

A Unifeeder, uma subsidiária da DP World, lançou um novo serviço de transporte marítimo que liga Moçambique ao Médio Oriente e à Índia, proporcionando às empresas africanas uma nova rota, rápida e fiável, para mercados de exportação lucrativos.

O novo serviço de ligação interligada quinzenal arrancou no dia 6 de Maio, operando entre a capital de Moçambique, Maputo, Jebel Ali, nos Emirados Árabes Unidos, e Mundra, na costa ocidental da Índia.

MOÇAMBIQUE

Governo impulsiona produção de peixe em cativeiro

O Governo está a expandir o programa de financiamento da pesca artesanal e de criação de peixe em cativeiro, para melhorar a renda dos envolvidos e promover o aumento do consumo do peixe.

O programa “Mais Peixe Sustentável” é uma iniciativa do Governo através do Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas, que compreende a duas componentes – financiamento da pesca artesanal para melhorar toda a cadeia de valor que vai da pesca à comercialização e outra que tem a ver com o financiamento de empresas de criação de peixe em cativeiro.

A PARTIR DO PORTO DE NACALA

African Rail Corporation Limited transporta combustível para o Malawi

O Malawi concedeu a licença operacional provisória com duração inicial de seis meses, à African Rail Corporation Limited, para início do transporte ferroviário de combustíveis líquidos, a partir do porto de Nacala, na província de Nampula.

A licença servirá de ensaio para o ministério dos transportes do Malawi avaliar a eficácia desta empresa nas suas operações, o que culminará com a concessão de uma licença definitiva. A referida empresa fará a rota ferroviária Nacala-Blantyre-Lilongwe e, posteriormente, Beira-Blantyre-Lilongwe.

Quer fazer negócios em Moçambique? | Participe no STAND DE PORTUGAL na FACIM

A FACIM é uma feira multissectorial com periodicidade anual, classificada como o maior evento comercial de dimensão internacional em Moçambique. Decorre de 29 de agosto a 4 de setembro.

Esta é uma oportunidade para consolidar presenças estabelecidas e acolher novas empresas de setores de atividade, especialmente vocacionados para o mercado, sendo um importante meio de contacto com clientes moçambicanos.

Moçambique é estratégico para os Transportes e Logística da SADC

Moçambique pela sua situação geográfica é um país estratégico no que diz respeito à logística e transporte na região Subsaariana. E foi neste âmbito que o evento Transport Evolution juntou nos dias 11 e 12 de Maio, no auditório do Porto de Maputo, os principais players do mercado nacional e regional para discutir a situação actual da indústria de transportes na região da SADC.

Com a presença de mais de 150 participantes, cerca de 35 especialistas palestrantes partilharam a sua experêencia e conhecimento sobre o sector com temas em torno dos desafios e oportunidades que o sector se depara.

MOÇAMBIQUE

Hotel Flutuante vai render pelo menos 3 milhões de USD

O Hotel Flutuante, que aloja cerca de 400 trabalhadores envolvidos na instalação da plataforma flutuante de liquefação de gás natural na bacia do Rovuma, província de Cabo Delgado, irá render pelo menos 3 milhões de dólares aos cofres do Estado, durante os 200 dias (pouco mais de seis meses) em que estará ancorado nas águas moçambicanas.

MOÇAMBIQUE

Aberto o terminal ferroviário de Ressano Garcia

Moçambique conta agora com um terminal de recepção de minérios da África do Sul e transporte, por via ferroviária até ao Porto de Maputo. O empreendimento que custou cerca de 20 milhões de dólares vai manusear 2.1 milhões de toneladas de minérios por ano.

É que com a inauguração do terminal internacional ferroviário de trânsito de minérios de Ressano Garcia, os camiões que transportam aquela carga já não vão usar a EN4 para fazer chegar as mercadorias ao Porto de Maputo.

MOÇAMBIQUE

Trabalhadoras da Cornelder unem-se para apoiar mulheres internadas no Hospital Central da Beira

Um grupo de trabalhadoras da Cornelder de Moçambique juntou-se para oferecer produtos de higiene diversos e capulanas as mulheres internadas no sector de Ginecologia Oncológica do Hospital Central da Beira por ocasião do Dia Internacional da Mulher.

Segundo a Chefe do Dpt. de Ginecologia Obstetrícia, Veronica Padecimento, este sector recebe uma média diária de 20 mulheres nas condições de gestante, com cancro do colo do útero e gestantes com patologias ligadas à ginecologia.

A 31 DE MARÇO

Webinar Grupo Banco Mundial: Investir em Angola e Moçambique

Realiza-se dia 31 de março o webinar "International Finance Corporation & MIGA (World Bank Group) Business Development Seminar: Angola & Mozambique", promovido pelo Grupo de Trabalho das Multilaterais (parceria AICEP e GPEARI) e com responsáveis de mercado e especialistas do Grupo do Banco Mundial.

Neste webinar vão ser abordadas estratégias e oportunidades de investimento em Angola e Moçambique e soluções financeiras e de cobertura de risco político.

Terra do rand salva comércio externo moçambicano

Em 2021, a África do Sul continuou a ser o principal destino das exportações de Moçambique, ao comprar diversas mercadorias avaliadas em cerca de 1165,56 milhões de dólares, indica a Síntese da Conjuntura Económica do Instituto Nacional de Estatística (INE).

De Janeiro a Março, a terra do rand comprou de Moçambique produtos avaliados em 431,13 milhões de dólares, que, em termos de peso nas principais exportações do país, equivalem a 28,46%. Os principais produtos adquiridos pela África do Sul foram energia, fluoretos e fluoro silicatos.

MOÇAMBIQUE

Porto de Maputo quer manusear mais 10 milhões de toneladas de carga por ano

O Porto de Maputo já havia atingido o limite de capacidade do seu espaço de concessão, por isso recebeu do Governo quase o dobro da área concessionada para realizar mais investimentos. Segundo o porta-voz do Conselho de Ministros, a área aumenta de 140 para 278 hectares.

CFM disponível para apoiar o Malawi na reconstrução da Linha Férrea

A Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) está disponível para apoiar a sua congénere do Malawi – a Malawi Railways (MR94) - na viabilização do projecto de reconstrução da Linha Férrea, do lado do Malawi, a partir da Vila Nova da Fronteira.

MOÇAMBIQUE

Porto de Maputo movimentou 22,2 milhões de toneladas

O Porto de Maputo atingiu novo máximo de 22.2 milhões de toneladas no manuseamento de carga em 2021. Um dos maiores contributos para o marco foi a recuperação do mercado com o alívio das medidas contra a COVID-19.

Depois da tempestade vem a bonança, diz o velho ditado, e o Porto de Maputo confirma. O volume de carga por si manuseada caiu de 21 milhões de toneladas em 2019, para 18,3 milhões em 2020. Já em 2021, o movimento de mercadorias atingiu novo máximo de 22,2 milhões de toneladas, revela o Porto de Maputo.

SISTEMA FERROVIÁRIO DE MOÇAMBIQUE

Reforçada capacidade de transporte de carga

O governo, através da empresa Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM), reforçou a capacidade de manuseamento de carga na zona centro, com quatro locomotivas e 150 vagões inaugurados ontem pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, num acto que contou com a presença do seu homólogo zimbabweano, Emmerson Mnangagwa.

Assim, a empresa passa a operar na zona centro do país com 20 locomotivas e 506 vagões para o escoamento da carga, através das linhas de Sena e de Machipanda, esta última que liga a cidade da Beira e a vila fronteiriça com o Zimbabwe, um dos principais utentes deste sistema.

PORTO DE MAPUTO, MOÇAMBIQUE

Terminais de granéis secos incrementam capacidade

Os Terminais de Granéis Secos de Maputo e Matola, Grindrod Mozambique, Lda. (GML) e o Terminal de Carvão da Matola (TCM), subconcessões da Sociedade de Desenvolvimento do Porto de Maputo (MPDC), estão a ponderar a expansão das suas áreas de ocupação para responder à crescente procura por capacidade de exportação.

A companhia MPDC faz saber que a demanda global pelo carvão, que atingiu o seu pico em meados de 2021, está ainda a registar novos máximos devido ao aumento dos preços do mercado global do carvão.

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

  Portos do Brasil - NEWS

 Portos de Cabo Verde – News

 Portos de Moçambique – News

 Portos de Angola – News

 Portos de Portugal – News

 XII CONGRESSO DA APLOP | LUANDA, 2021 - Disponíveis todas as apresentações

 XII CONGRESSO DA APLOP | LUANDA, 2021 | Playlist com 23 vídeos no Youtube

 Acórdãos e Avisos da ANTAQ + Legislação avulsa

 Clipping com a actualidade dos portos brasileiros

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alberto Bengue, Presidente da APANG

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Miguel Matabel

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alcídio Nascimento

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Ted Lago

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Fátima Alves

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Nuno Araújo

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Lucas Rênio

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família