Início > Notícias

COMBATE À PIRATARIA MARÍTIMA

Operação Atalanta prolongada até final de 2018

A União Europeia decidiu estender a designada Operação Atalanta, operação anti-pirataria em desenvolvimento na Costa da Somália, até ao final de 2018.

Comércio entre a China e países de língua portuguesa atinge 69 mil milhões de dólares de Janeiro a Setembro

As trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa apresentaram uma redução de 9,61% no período entre Janeiro e Setembro para 69 128 milhões de dólares, de acordo com dados oficiais chineses divulgado pelo Fórum de Macau.
Nos primeiros nove meses do ano a China vendeu aos oito países de língua portuguesa bens no valor de 21 278 milhões de dólares (menos 25,78% em termos homólogos) e comprou a esses países mercadorias cujo valor ascendeu a 47 850 milhões de dólares (+0,09%), absorvendo um défice comercial de 26 572 milhões de dólares.

ONU renova autorização para luta contra a pirataria na Somália

O Conselho de Segurança das Nações Unidas renovou por mais um ano a autorização para que forças navais internacionais se unam na luta contra a pirataria marítima ao largo da Somália. Na resolução 2316, aprovada por unanimidade, as Nações Unidas consideram que a responsabilidade primária nesse esforço é das autoridades somalis e renovam o apelo aos Estados e às organizações regionais para cooperarem entre si e com a Somália, através do envio de navios e aviões militares e de apoio logístico, com o objectivo de apreender armas e embarcações suspeitas de serem usadas na pirataria marítima e em assaltos à mão armada na região.

Penas entre 15 a 18 anos de prisão para piratas do mar na Malásia

Oito indonésios foram condenados a penas entre 15 e 18 anos de prisão na Malásia por terem desviado em 2015 um navio petroleiro que transportava uma carga avaliada em 4,9 milhões de euros. O petroleiro MT Orkim Harmony transportava cerca de 6.000 toneladas de gasolina quando foi intercetado pelos oito homens a 11 de junho de 2015.
O navio tinha saído da costa oeste da Malásia e rumava ao porto de Kuantan, na costa leste.

Excesso de Panamax dificulta recuperação nos fretes

Mais de 100 navios Panamax clássicos (4 mil a 5.300 TEU de capacidade) deveriam ser desmantelados nos próximos meses para se alcançar um equilíbrio entre oferta e procura no transporte marítimo, refere a prestadora de serviços Alphaliner, citada pelo World Maritime News. Segundo o jornal, somente uma tal redução de tonelagem disponível levará a um aumento do preço dos fretes, situado entre 3.900 e 4.200 euros diários. Claro que isto pode levar a decisões difíceis, como abater navios com 10 anos que estão na véspera de uma segunda inspecção.

PSA impõe data limite para reclamação de contentores da Hanjing Shipping

A operadora de terminais portuários PSA informou donos de carga, consignatários, carregadores e transitários de que até 28 de Novembro devem reclamar os contentores da Hanjing Shipping dos seus terminais, sob pena de a empresa dispôr deles e da respectiva carga como entender, refere o World Maritime News.

Mundo tem mais navios que carga para levar

Nas principais rotas comerciais nos mares do planeta, uma constatação: há mais espaço nos navios de cargas que produtos para serem transportados. A expansão de exportações, que foi a tónica do comércio por décadas, está estagnada. E, pior: o discurso político que ganha força é justamente o do proteccionismo.

Dados da ONU, OMC e de entidades especializadas no comércio internacional apontam que 2016 regista a pior expansão das exportações num ano de crescimento económico em décadas. Já o cenário futuro, com um mundo tentando descobrir qual será a política comercial de Donald Trump, é dos mais incertos.

Canal do Panamá e Porto de Liverpool criam aliança estratégica

A Autoridade do Canal do Panamá (ACP) e a Peel Ports, que explora o porto de Liverpool, assinaram um Memorando de Entendimento que cria uma aliança estratégica destinada a facilitar o comércio internacional e fomentar novos negócios, através da promoção de novas rotas entre a costa ocidental da América do Sul e Liverpool.

Custos das companhias de navegação deverão aumentar cerca de 2,5% em 2017

Os custos das companhias de navegação aumentarão durante o presente ano (cerca de +1,6%) e terão atingido uma subida de 2,5% em 2017 - esta é a conclusão da pesquisa elaborada pela consultora londrina Moore Stephens, empresa especialista em contabilidade global. Na base destes aumentos estarão custos associados ao reparo e à manutenção de navios (+1,7% em 2016 e +1,9% em 2017) e gastos com equipamento sobressalente (+1,7% em 2016 e +1,8% em 2017).

NAMÍBIA

De Beers explora diamantes no fundo do mar

O Wall Street Journal divulgou uma operação de prospecção submarina de diamantes ao largo da Namíbia, que apelida de “remota e secreta”, designada Debmarine Namibia, resultante de uma parceria entre a De Beers, uma unidade da Anglo American, e o Governo da Namíbia.

De acordo com o jornal, apesar do avultado investimento, a operação é altamente lucrativa, na medida em que permite extrair alguns dos diamantes mais valiosos do mundo.

Lusofonia vale 2,7 biliões e é sexta maior economia do mundo

As nove economias dos países da CPLP valem cerca de três biliões de dólares (2,7 biliões de euros), com Brasil e Guiné Equatorial em recessão, e Moçambique e Angola a sofrerem um forte abrandamento.

Comércio entre a China e países de língua portuguesa excedeu 360 mil milhões de dólares em três anos

O valor acumulado das trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa ultrapassou 360 mil milhões de dólares entre 2013 e 2015, recordou em Macau a vice-ministra do Comércio da China, no decurso de um encontro de empresários. Gao Yan recordou igualmente que a China é actualmente o maior parceiro comercial na Ásia de vários países de língua portuguesa, casos de Portugal, Angola, Cabo Verde e Brasil, sendo este último o maior parceiro comercial da China em termos mundiais há sete anos consecutivos.

União Africana adopta declaração sobre pirataria e pesca ilegal

A União Africana adoptou, durante cimeira em Lomé, capital togolesa, uma Declaração contra a pirataria e a pesca ilegal e sobre a segurança marítima, anunciou o presidente do Congo, Denis Sassou Nguesso. Temos o prazer de anunciar a adopção e assinatura de uma Declaração sobre segurança marítima e desenvolvimento em África', afirmou Nguesso no decorrer da cimeira, classificando o documento como 'histórico'.

O presidente congolês disse que a decisão conjunta dos mais de 40 países africanos reunidos na capital togolesa visa impulsionar o desenvolvimento económico e social em todo o continente africano.

Ásia, África e Índico com menos pirataria marítima

Os crimes marítimos diminuíram no Sudeste Asiático, Golfo da Guiné e na Zona de Alto Risco do Oceano Índico no terceiro trimestre deste ano, segundo a empresa de análise de segurança marítima Dryad Maritime. Entre Julho e o fim de Setembro, a Dryad Maritime registou 24 casos de pirataria ou outros crimes marítimos no Sudeste Asiático, fazendo subir para 69 o número de incidentes naquela região desde Janeiro. O que significa uma redução de 65% face ao período homólogo de 2015.

Portal Digital FONTES MACAU-CHINA

A UCCLA apoia o Portal Digital FONTES MACAU-CHINA criado para divulgar, de forma rigorosa e científica, as descrições portuguesas fundamentais para a História de Macau e do seu papel no Mundo.

Indonésia quer ser hub de transporte marítimo no Sudeste Asiático

O presidente indonésio, Joko Widodo, presidiu recentemente à abertura do New Priok Container Terminal One (NPCT1), no New Priok Port, uma extensão do porto de Tanjung Priok, em Jacarta, o mais movimentado da Indonésia. O desenvolvimento do New Priok Port consiste em três fases, sendo que a primeira envolve a construção de três novos terminais de contentores e dois terminais para bens e poderá estar concluída em 2019.

Investimento chinês em África pode subir mais de 250% nos próximos três anos

África vai entrar numa nova etapa de cooperação com a China, em que o país asiático deverá potenciar o investimento e associar as atuais trocas comerciais. As declarações são do secretário executivo da Comissão Económica da ONU para África (ECA), Carlos Lopes. Falando à Rádio ONU, de Addis Abeba, Carlos Lopes disse que mais de 250% de investimento chinês deve ser canalizado para o continente no próximo triénio.

HKND aposta em investimento estrangeiro para financiar o Canal da Nicarágua

A HKND (Hong Kong Nicaragua Canal Development) Group, grupo responsável pelo desenvolvimento do futuro Canal da Nicarágua, deu algumas informações adicionais sobre o desenvolvimento do projecto e sobre quem estará por detrás do avultado investimento, depois das más notícias vindas da China.
O grupo adiantou que há investimento estrangeiro previsto para entrar no projecto, proveniente de investidores privados dos Estados Unidos da América e da América Latina, países que beneficiarão sobremaneira com a obra. A informação foi adiantada pelo 'El Financiero', jornal da Costa Rica.

A nova vaga de Portugal no Mundo

O espírirto livre de quem procura mundos sem fronteiras. O saber, o fazer e o ser Português no Mundo;
Uma nova vaga de empresários inovam e apostam em novos produtos; Entrevistas: Neto da Silva e Tim Vieira.

Porto de Londres vai ter descontos para navios amigos do ambiente

As questões ambientais são de crescente preocupação no sector marítimo-portuário, em particular nos portos do Norte da Europa onde se começam a ver recompensas aos navios menos poluentes. E agora é a vez da Autoridade do Porto de Londres que está prestes a introduzir descontos nas tarifas portuárias a navios amigos do ambiente.
Os descontos que o Porto de Londres prepara terão como destino navios de grau 30 ou acima na escala do ESI - Environmental Shipping Index, desenvolvido pelo WPCI - World Ports Climate Initiative, que classifica os navios tendo como referências as emissões de óxido de nitrogénio, óxido de enxofre, dióxido de carbono, etc.

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)