Início > Guiné-Bissau

Guiné Bissau ainda mais próxima do Recife

O presidente do Porto do Recife, Carlos Vilar, recebeu a visita do Conselheiro da Embaixada da República da Guné Bissau no Brasil, Amarante Miranda. Atualmente, Miranda é a maior autoridade da Embaixada da Guné Bissau, no Brasil, uma vez que o cargo de Embaixador está vago.

Guiné-Bissau tem cinco das sete espécies de tartarugas marinhas existentes no mundo

A pequena ilha do Poilão, no arquipélago dos Bijagós, com pouco mais que dois quilómetros quadrados, é o santuário das tartarugas verde, oliva, de escamas, de couro e a cabeçuda.

Bijagós, o tesouro sagrado da Guiné-Bissau

O arquipélago dos Bijagós é uma das últimas jóias de África. Chamam-lhe, em crioulo, bemba di vida (o celeiro da vida, em português). É fácil perceber porquê. As suas 88 ilhas são reservatórios de biodiversidade de importância mundial e servem de maternidade para espécies em risco de extinção.

Nos cerca de quarenta mil hectares de mangais, passeiam aves provenientes do outro lado do mundo, crocodilos, uma colónia única de hipopótamos marinhos e a maior população de manatins da África Ocidental. É um reduto de vida selvagem em estado puro.

Bissau organiza edição de 2020 do encontro de empresários da China e dos países de língua portuguesa

Bissau foi a cidade escolhida para acolher a edição de 2020 do Encontro dos Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, disse à agência Macauhub o delegado da Guiné-Bissau no Fórum de Macau.

Malam Camará disse que a decisão tomada em São Tomé, no decurso do Encontro Empresarial que decorreu nesta cidade, irá apoiar os esforços de captação de investimento do novo governo, que tomou posse este mês.

Porto de Bissau reforça segurança para atracagem de navios

O principal cais do porto comercial da Guiné-Bissau foi reforçado com 42 novas defensas, para melhorar a segurança da atracagem de navios, disse à Lusa o assessor da direção daquele porto, Pedro Tipote.
Até agora, os navios de carga que aportam na capital guineense queixavam-se de falta de segurança no momento da atracagem e alguns comandantes recusavam-se mesmo a viajar para o Porto de Bissau.

Produção da central eléctrica flutuante na Guiné-Bissau arranca até ao final do mês

Até ao final do mês, uma central eléctrica flutuante (a bordo de um navio) vai começar a produzir energia eléctrica a partir de fuel para Bissau. O fornecimento está a cargo da empresa turca Karpowership, do grupo Karadeniz Energy Group, e terá uma potência de 36,64 Megawatts (MW).

Navios português e francês juntos em exercício de segurança marítima no Golfo da Guiné

O navio patrulha “Zaire”, da Marinha portuguesa, em missão de capacitação da Guarda-costeira de São Tomé e Príncipe, participou no dia 14 de janeiro no exercício “African Nemo 19.1”, juntamente com o navio patrulha “Commandant Blaison”, da Marinha francesa.

Este é um exercício de cooperação, conduzido pela França, com o objetivo de reforçar e incrementar a segurança marítima, contribuindo para a liberdade de navegação no Golfo da Guiné.

PORTUGAL

Leixões recebe a visita da Administração dos Portos da Guiné-Bissau

O Porto de Leixões recebeu no dia 28 de novembro a visita da Administração dos Portos da Guiné-Bissau, que teve como objetivo conhecer a realidade da maior infraestrutura portuária do noroeste peninsular.

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) tem vindo a colaborar com os Portos de Guiné-Bissau, tendo de momento um projeto de cooperação e apoio à implementação de defensas no Porto de Bissau.

Dinamarca financia workshop sobre segurança marítima no Golfo da Guiné

No âmbito de proporcionar segurança marítima nos portos do Golfo da Guiné, a Organização Marítima Internacional (IMO, na sigla inglesa) desenvolveu um workshop regional, este mês, em Tema, no Gana, para “construir capacidade nacional para instaurar segurança nos portos”, pode ler-se no comunicado oficial da organização.

Guiné-Bissau e União Europeia assinam novo acordo de pescas

A Guiné-Bissau e a União Europeia assinaram um acordo de pesca para que navios de alguns países europeus possam operar nas águas territoriais do país, anunciou em Bissau a ministra das Pescas.
Adiatu Nandigna disse que a União Europeia acordou pagar à Guiné-Bissau 15,6 milhões de euros anuais durante cinco anos, sendo que pelo anterior acordo Bissau recebia cerca de 9,5 milhões de euros anuais.

Porto de Bissau vai ser dragado com financiamento do BAD

Os trabalhos de dragagem do porto de Bissau, capital da Guiné-Bissau, poderão arrancar ainda no decurso deste ano ou princípios do próximo, na sequência da concessão de 15 mil milhões de francos Cfa concedidos pelo Banco Africano para o Desenvolvimento (BAD) às autoridades guineenses para financiar a obra, informa o Ministro dos Transportes e Comunicações, Serifo Djaquite.

O ministro confirmou que a Direcção da Administração dos Portos de Bissau e o BAD rubricaram um acordo neste sentido e o montante em causa já foi desbloqueado para o início dos trabalhos.

Guiné-Bissau retoma negociações para acordo de pescas com a União Europeia

A Guiné-Bissau vai retomar as negociações do acordo de pescas com a União Europeia, anunciou o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, quando participava na festa do Dia da Europa, que decorreu nas instalações da União Europeia em Bissau.

O primeiro-ministro disse que apesar do acordo de pescas ser uma questão comercial, a União Europeia, sendo o principal doador do mundo, “tem conduzido essas negociações na base de um espírito de cooperação, de solidariedade e não numa base puramente comercial.”

Missão Mar Aberto: navio português parte de Bissau e segue para a Mauritânia

O navio hidrográfico NRP D. Carlos I, no âmbito da Iniciativa Mar Aberto 17 permaneceu atracado no porto de Bissau no período de 13 a 27 de outubro, tendo largado na manhã de sexta-feira em direcção a Nouakchott, na Mauritânia, onde se prevê atracar no dia 31.

Marinha portuguesa vai fazer nova carta de navegação do Porto de Bissau

A Marinha portuguesa vai fazer um levantamento hidrográfico da bacia de Bissau no rio Geba, para fazer uma nova carta de navegação que permita aos navios decidirem um percurso mais seguro para chegar ao porto da capital guineense.

Navio da Marinha Portuguesa apoia ONGD através do transporte de material e consultas médicas a crianças carenciadas da Guiné Bissau

O navio hidro-oceanográfico da Marinha “D. Carlos I”, que se encontra na Guiné-Bissau a efetuar uma missão cientifica para o levantamento hidrográfico do porto de Bissau e rio Geba, apoiou a Organização Não Governamental para o Desenvolvimento "Meninos do Mundo", transportando desde Portugal, material de apoio (roupas, brinquedos e material escolar) para crianças carenciadas.

Guiné-Bissau espera acordo de pescas com a UE em Setembro

O valor da contrapartida paga pela União Europeia pelo direito de pescar em águas guineenses parece ser o principal obstáculo a um acordo sobre pescas.

Duas empresas concorrem à concessão do principal porto comercial da Guiné-Bissau

  Duas empresas internacionais concorreram à gestão do principal porto comercial da Guiné-Bissau e até agosto o Governo guineense irá anunciar o vencedor do concurso, disse à Lusa o ministro dos Transportes, Fidélis Forbs.
O governante respondeu desta forma às informações postas a circular no país segundo as quais o Porto de Bissau "teria sido já vendido ou concessionado por um período de 90 anos" a uma empresa estrangeira.

Guiné-Bissau e União Europeia ainda sem acordo para pescas

A quarta ronda de negociações do acordo de pescas entre a União Europeia e a Guiné-Bissau ficou marcada por divergências, nomeadamente a nível da contrapartida financeira europeia. Bissau e Bruxelas mostraram, no entanto, vontade de regressar em breve às negociações, de modo a ultrapassar questões financeiras e técnicas que permitam a entrada em vigor do acordo, em novembro.

Retomada a ligação marítima entre Bissau e as ilhas de Bijagós

Vai ser retomada a ligação marítima entre Bissau, na Guiné-Bissau, e as ilhas de Bijagós com o objectivo de desenvolver turisticamente a região insular. A Guiné-Bissau vai receber dois navios, um de passageiros com a capacidade de transportar 400 pessoas e outro de transporte de materiais de construção, viaturas e outras cargas.

Presidente da Guiné-Bissau denuncia pesca ilegal na Zona Económica Exclusiva

O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, denunciou que 90 barcos estão a pescar de forma ilegal na Zona Económica Exclusiva (ZEE) do país e disse que "alguém está a ganhar" com a prática, mas não identificou quem.

O líder guineense fez a revelação à margem de uma visita que efetuou a um navio da organização ambientalista Greenpeace que se encontra em digressão a vários países da costa ocidental de África para promover a pesca sustentável, informa a agência Lusa.

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012