Início > MACAU - CHINA

Comércio Brasil-China deve bater novo record em 2021

O comércio entre o Brasil e a China vai bater novo record este ano, e coincide com uma fase mais estável nas relações bilaterais depois da diminuição de ataques de bolsonaristas contra Pequim, dizem fontes que acompanham a situação.

Após a eclosão da covid-19 e a saída de Ernesto Araújo do comando da diplomacia brasileira, a mudança no tom, mais cuidadoso, no governo de Jair Bolsonaro em relação à China, se não gerou uma mudança de qualidade pelo menos colocou a relação em rota de normalidade.

Países lusófonos exportaram menos 3,5% para Macau nos primeiros sete meses

As exportações de mercadorias dos países lusófonos para Macau desceram 3,5% nos primeiros sete meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2020, indicaram dados oficiais hoje divulgados.

O valor exportado pelos países de língua portuguesa para o território fixou-se em 388 milhões de patacas (40,9 milhões de euros), no período em análise, de acordo com Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau.

Angola quarto maior destino do investimento chinês em África

Angola foi o quarto país africano que mais recebeu investimento directo estrangeiro da China até ao final de 2020, segundo um relatório do Conselho Empresarial China-África.

Com base em dados do Ministério do Comércio da China, o Conselho estima em US$2,6 mil milhões o total acumulado de investimento chinês em Angola até no final do ano passado, representando 5,5 por cento do investimento chinês em África.

Banco de Macau quer ligar Grande Baía aos países lusófonos

O Banco Well Link quer ligar a região da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau aos Países de Língua Portuguesa, disse o Director-Executivo do banco local, Chong Sio Fai, à Macau Business.

O Well Link Group Holdings, grupo que detém o banco, está a explorar activamente oportunidades de negócio nos mercados lusófonos, disse o responsável numa entrevista à revista mensal.

COM VÍDEO

Skyrail em acção no Porto de Qingdao: uma inovadora «ferrovia aérea» para contentores

A competitividade globalizada e a necessidade constante de incremento da eficiência operacional levam a que os portos mais avançados do mundo não deixem de lado quaisquer conceitos e ideias capazes de fomentar o aumento da capacidade funcional e de processamento de cargas. Que o diga o Porto de Qingdao, na China: a infra-estrutura inaugurou um skyrail que movimenta contentores sem que estes ocupem espaço no solo.

Junho com novo record nas exportações brasileiras de carne bovina para a China

O Brasil exportou 81,95 mil toneladas de carne bovina para a China em Junho, um novo record mensal, avança a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC).

Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia do Brasil, compilados pela ABIEC, o volume de exportação cresceu 21,7 por cento em comparação com Maio.

Armador chinês lança serviço de transporte para o Brasil

O armador chinês CULines anunciou um serviço directo de transporte de contentores a ligar o porto de Ningbo, no leste da China, ao porto de Santos, no sul do Brasil, a partir de 15 de Julho. Segundo um comunicado da empresa, o navio Cosco Shipping Honor será utilizado neste serviço expresso, em parceria com o armador estatal chinês COSCO Shipping Specialized Carriers.
Clientes sediados em Hong Kong, Taiwan e nos portos de Haiphong e Ho Chi Minh, no Vietname, podem também enviar mercadoria para o Brasil através de Ningbo.

A primeira viagem deste serviço deverá chegar a Santos a 17 de Agosto.
 

Mercado chinês continua a ser oportunidade para empresas portuguesas

Apesar do crescimento nas trocas comerciais, a relação entre os dois países ainda tem por onde se fortalecer, consideraram os oradores numa conferência promovida pelo Banco da China. O mercado global da lusofonia aparece sempre como pano de fundo.

Países lusófonos exportaram menos 7,2% para Macau até abril

Os países lusófonos exportaram para o antigo território administrado por Portugal mercadorias no valor de 221 milhões de patacas (22,6 milhões de euros), de janeiro a abril de 2021, indicou a DSEC em comunicado. Por outro lado, os países lusófonos importaram produtos no valor de apenas 322 mil patacas (33 mil euros), ainda assim um aumento de 135,2%, disse.

No total, Macau exportou produtos avaliados em 4,52 mil milhões de patacas (463 milhões de euros), um aumento de 24,8%, comparativamente ao período homólogo de 2020.

Porto chinês recebe primeiro navio de grande porte vindo do Brasil

Um cargueiro da mineradora brasileira Vale SA, com 398 mil toneladas de minério de ferro a bordo, esteve no porto de Luoyu, na província de Fujian, no sudoeste da China.
Este foi o primeiro navio de grande porte da Vale – do tipo Valemax, com capacidade para transportar até 400 mil toneladas de minério – a chegar ao sexto maior porto da China.

Medway lança serviço para transportar mercadorias entre Portugal e a China por comboio

A Medway anunciou o início do seu novo serviço ligando a China e Portugal, através da ferrovia, visando a exportação e a importação.

Este serviço de transporte de mercadorias promovido pela operadora ferroviária, será levado a cabo em parceria com a companhia China Railways, com um tempo de trânsito de 28 dias, passa a ligar Yiwu, na China, e Valongo, Entroncamento e Bobadela, em Portugal.

AÇU

Empresas chinesas lançam projecto de energia solar em porto brasileiro

O grupo de Hong Kong China Development Integration Ltd. e a empresa estatal China Machinery Engineering Corp anunciaram um acordo para desenvolver um projecto de energia solar no porto de Açu, no sudeste do Brasil. Num comunicado conjunto, as duas empresas revelam que assinaram um memorando que cobre a engenharia, aquisição de equipamentos, construção e financiamento do projecto.

As empresas prevêem que o projecto, com capacidade para gerar 1.100 megawatts de energia eléctrica, exija um investimento total de cerca de mil milhões de dólares americanos, incluindo a participação de fundos chineses de capitais.

Exportações de Macau para países lusófonos mantêm tendência positiva

Macau exportou mercadorias no valor de 162 mil patacas (quase US$20.250) para os Países de Língua Portuguesa nos primeiros dois meses de 2021, quase quatro vezes mais do que em igual período do ano passado.

Segundo dados oficiais divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau, toda a mercadoria exportada correspondia a produtos ‘Made in Macau’.

Empresa chinesa usa transporte ferroviário para importar produtos portugueses

Uma empresa chinesa começou a utilizar o transporte ferroviário entre a China e a Europa para importar, no regresso do continente europeu, produtos de limpeza de Portugal para a província de Zhejiang, no leste da China.

O comboio China-Europa permitiu alargar o negócio da empresa, que colocou produtos portugueses em plataformas de comércio electrónico e em lojas de retalho, disse o gestor, Zhang Xuefeng.

China e Países de Língua Portuguesa complementares comercialmente

A China e os mercados lusófonos são blocos complementares na área do comércio, defende Wang Chengan, investigador do Centro de Estudos dos Países de Língua Portuguesa da Universidade de Economia e Negócios Internacionais, sedeada em Pequim.

A China exporta para os Países de Língua Portuguesa sobretudo produtos electrónicos e mecânicos, aparelhos de telecomunicações e audiovisuais, e têxteis e vestuário, sublinhou o antigo Secretário-Geral do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau).

Primeira remessa de celulose brasileira enviada através de novo corredor logístico chinês

A primeira remessa de celulose brasileira a fazer uso do Novo Corredor Ocidental de Comércio Terrestre-Marítimo da China foi enviada no início de Março.

Os contentores, carregados com 2.650 toneladas de celulose, partiram do porto de Qinzhou, na província de Guanxi, no sul da China, tendo já chegado de comboio à cidade de Chongqing, no sudoeste do país.

Macau leva produtos dos Países de Língua Portuguesa a feira de Xangai

O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) abriu as inscrições para a participação de empresas locais na quarta edição da Exposição Internacional de Importação da China (CIIE, na sigla inglesa) em Xangai.

As inscrições estão abertas até 2 de Abril para, entre outros, empresas de distribuição de produtos alimentares lusófonos e prestadores de serviços jurídicos, contabilísticos e de tradução, no âmbito da cooperação com os Países de Língua Portuguesa.

MACAU

Associação comercial quer criar centro sino-lusófono em Nansha

A Associação Comercial Internacional para os Mercados Lusófonos (ACIML) está a planear a criação de um centro de serviços no distrito de Nansha, em Guangzhou, no sul da China, para ajudar empresas do Interior da China e dos Países de Língua Portuguesa a atrair investimento e promover os seus produtos.

EM 2020

Exportações de Macau para países lusófonos sobem em flecha

Macau exportou mercadoria no valor de 12,3 milhões de patacas (US$1,54 milhões) para os Países de Língua Portuguesa EM 2020, nove vezes mais do que em 2019.

Segundo dados oficiais divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau, a esmagadora maioria (mais de 11,75 milhões de patacas) correspondeu à exportação de produtos ‘Made in Macau’, sendo produtos químicos orgânicos responsável por 11 milhões de patacas.

Valor de mercadorias importadas por países lusófonos a Macau sobe 867,4% em 2020

O valor de mercadorias importadas pelos países lusófonos a Macau subiu 867% em 2020, em relação a 2019, mas o das exportações caiu 17,3%.
Os dados da Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) indicaram importações de mercadorias no valor de 12 milhões de patacas (1,24 milhões de euros) e exportações num montante de 698 milhões de patacas (72,27 milhões de euros).

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012