Início > Pescas

PORTO NOVO, CABO VERDE

Em perspectiva investimentos de nove mil contos no reforço da conservação do pescado

A Associação dos Pescadores do Tarrafal e Monte Trigo tem estado a alertar para a necessidade do reforço da conservação do pescado nessas zonas piscatórias, onde as unidades de produção de gelo não têm conseguido responder às necessidades dos operadores.

ANGOLA

Cuanza-Sul captura mais de quatro mil toneladas de pescado

A Direcção Provincial das Pescas e do Mar na província do Cuanza-Sul capturou, de Janeiro até ao mês findo, quatro mil e 732 toneladas de pescado, mais mil em relação ao período homólogo de 2017.

Seychelles vão monitorizar pesca ilegal através de drones

As Autoridades da Pesca de Seychelles (SFA, na sigla inglesa) estão a coordenar um projecto para monitorizar a pesca ilegal através de veículos não tripulados (drones), denominado FishGuard, e que será integrado nas rotinas de patrulha da Força Aérea e da Guarda Costeira do arquipélago, segundo comunicado oficial.

Moçambique pesca apenas 2433 toneladas de atum de Janeiro a Agosto

A pesca de atum em Moçambique situou-se em 2433 toneladas de Janeiro a final de Agosto, que compara com um potencial estimado em 200 mil toneladas, disse a directora geral-adjunta da Administração Nacional das Pescas.

Estela Mausse, citada pela agência noticiosa AIM, disse a quantidade de atum capturado está muito aquém do potencial existente nas águas territoriais de Moçambique e que levaram à constituição da Empresa Moçambicana de Atum (Ematum).

CUANZA SUL, ANGOLA

Governador incentiva aumento de captura de peixe

Os pescadores associados na comuna da Ngangula, município do Sumbe , foram incentivados a aumentarem a quantidade de pescado capturada no rio Keve, com vista a combater a fome e a pobreza.

Eusébio de Brito Teixeira, que falava no acto de entrega de material de pesca a associação de pescadores da Ngangula, adiantou que os pescadores têm os artefatos para aumentarem o volume de captura e aumentarem o rendimento familiar.

Angola e Egipto estreitam cooperação no sector das pescas

O governo egípcio pretende reforçar a cooperação bilateral com Angola, através da transferência de tecnologias, anunciou, no Cairo, a vice-ministra das Pescas do Egipto, Mona Mehrez.

O anúncio foi feito durante uma reunião de balanço com uma delegação do Ministério das Pescas e do Mar de Angola encabeçada, pelo director de Cooperação Internacional, Venâncio Gomes, que efectuou uma visita de trabalho de quatro dias ao Egipto que visou a prospecção de mercado das Pescas daquele país.

CABO VERDE

Governo admite encurtar período de defeso na pesca

O Governo encontra-se a analisar a possibilidade de diminuir o período de defeso da pesca em Cabo Verde com a adaptação de novas políticas que podem passar pelo aumento da capacidade de frio nas comunidades piscatórias.

Apesar das alterações climáticas os stocks de pesca ainda têm «salvação»

Stocks de pesca comercial poderão continuar a ser rentáveis, apesar do aquecimento das águas, se forem aplicadas medidas de gestão sustentáveis, conclui um estudo recente da Universidade da Califórnia (Estados Unidos), Universidade do Hokkaido (Japão) e do National Center for Ecological Analysis and Synthesis, and the Environmental Defense Fund (EDF).

Mais de 100 mil cetáceos mortos por ano para servir de isco

Mais de 100 mil cetáceos são mortos por ano, apenas para servir de isco para a pesca. É o caso não só de golfinhos, mas também de pequenas baleias, ou botos (pequenos cetáceos), de acordo com um relatório da Pro Wildlife, da Whale and Dolphin Conservation (WDC) e do Animal Welfare Institute (AWI), intitulado «Pequenos Cetáceos, Grandes Problemas».

CABO VERDE

Só este ano já foram capturadas 900 toneladas de cavala

A Associação dos Armadores de Pesca, APESC, revela que só nesta metade do ano 2018 já foram capturadas perto de mil toneladas da cavala, peixe costeiro muito consumido nas ilhas do Norte de Cabo Verde.
Os armadores estão radiantes com a abundância da cavala e o Presidente da APESC, João de Deus Lima Júnior, apelida 2018 de extraordinário.
 

Todos os anos são apanhados mil golfinhos em redes de pesca abandonadas

A redução de stocks de peixe deve-se a vários motivos, entre os quais as artes de pesca fantasma (de 5% a 30% da redução). Todos os anos são apanhados nessas malhas perdidas no mar cerca de mil baleias e golfinhos, que representam 45% dos mamíferos em Lista Vermelha (vias de extinção), segundo um relatório da World Animal Protection (WAP).

No relatório, a WAP apela às 15 maiores empresas de pesca do mundo para evitarem a perda de mais redes. Ainda que, como indica o documento, 80% das empresas avaliadas não tenha uma posição clara sobre artes de pesca fantasma e por isso não reconheçam o problema.

Moçambique conta com pesca de atum para recuperar receita

O governo de Moçambique está a contar com o atum que os barcos de pesca irão recolher para aumentar a receita fiscal, atendendo aos níveis de capturas que estão a ser protagonizados tanto pelos operadores regulares como pelos ilegais.

O peixe a ser capturado pela Tunamar deverá ter como destino o mercado da China, atendendo a que o grupo estatal CITIC é actualmente o maior investidor na Frontier Services Group (FSG), com uma participação de 28,4%, a que se adiciona uma outra da companhia de seguros China Taiping.

CABO VERDE | BIÓLOGA MARINHA PATRÍCIA ROCHA

Recursos Marinhos: «Enquanto vamos a passos de tartaruga, prevaricadores estão a passos de chita»

O mar de Cabo Verde está a ser delapidado todos os dias, através da pesca desenfreada, enquanto o arquipélago não implementa a legislação existente. O alerta é da bióloga marinha Patrícia Rocha.

Albatrozes podem transformar-se em vigilantes

Um novo estudo do cientista Henri Weimerskirch tenta combinar a ideia de veículos aéreos autónomos com albatrozes. Como? O cientista transformou albatrozes em espiões, usando os movimentos naturais dos animais para rastrear a pesca ilegal, segundo o Hakai Magazine.

O estudo concluiu que as aves, além de serem capazes de rastrear uma enorme área, podem voar 3 mil quilómetros em busca de comida, cobrindo assim mais de 10 milhões de quilómetros quadrados. Têm por hábito reunir-se em torno de embarcações de pesca, devido ao fácil alimento que poderão obter e também por isso apresentam-se como uma mais-valia.

ANGOLA

Peixe de Moçâmedes ajuda centenas de angolanas a sustentar famílias

Centenas de angolanas juntam-se diariamente no improvisado mercado do peixe de Moçâmedes, mas as condições de venda e segurança, inclusive com assaltos durante o negócio, dificultam a vida destas mulheres numa das maiores praças pesqueiras de Angola.

Em pleno centro da capital da província do Namibe, no sul de Angola, Moçâmedes conserva a tradição pesqueira secular, com centenas de embarcações que todos os dias chegam a terra com peixe, nomeadamente carapau.

Já existe software para acabar com a pesca acessória

Com o objectivo de diminuir as capturas acessórias de espécies, de que resulta a morte de algumas que estão muitas vezes em vias de extinção, uma equipa de cientistas desenvolveu um software inteligente, denominado EcoCast, que, se for actualizado diariamente, permite identificar áreas de conservação. Uma identificação que é naturalmente difícil actualmente devido ao dinamismo do fundo marinho, resultante da ondulação, das marés e dos movimentos tectónicos.

Ruínas não afastam sonho do Tômbwa voltar o maior centro pesqueiro de Angola

Já foi o maior centro pesqueiro de Angola, então como Porto Alexandre, no sul do país, com dezenas de indústrias, nomeadamente conserveiras, mas o declínio das últimas décadas no Tômbwa tenta hoje ser, lentamente, revertido.

Com mais de 50.000 habitantes, no município do litoral mais a sul em Angola, na província do Namibe, não há família que não viva da pesca, até porque outras indústrias praticamente não existem.

Moçambique conta com pesca de atum para aumentar receita fiscal

O governo de Moçambique está a contar com o atum que os barcos de pesca encomendados em Setembro de 2013 irão recolher para aumentar a receita fiscal, mas poderá ser já demasiado tarde, atendendo aos níveis de capturas que estão a ser protagonizados tanto pelos operadores regulares como pelos ilegais, pode ler-se num artigo publicado no China-Lusophone Brief (CLBrief).

O texto recorda o acordo assinado em Dezembro de 2017 pelo empresário norte-americano Erik Prince, presidente da empresa com sede em Hong Kong Frontier Services Group (FSG), com o governo de Moçambique para o estabelecimento de uma parceria para recuperar a Empresa Moçambicana de Atum.

SÃO PAULO, BRASIL

Terminal Pesqueiro de Laguna retoma fábrica de gelo

O Terminal Pesqueiro Público de Laguna (TPPL), administrado pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), publicou edital para nova fábrica de gelo. A produção foi interrompida em dezembro do ano passado devido vazamento de amônia. Os recursos para o investimento, cerca de 1,5 milhão de reais, foram destinados pelo Governo federal, por meio da Secretaria Nacional de Portos (SNP), do Ministério de Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPA).

Suspensa a exportação de pescados brasileiros para a União Europeia

Para evitar decisão unilateral pela União Europeia de suspensão da importação de pescados do Brasil, devido a condições deficientes de instalações industriais e de manuseio, bem como nas embarcações, verificados durante vistoria europeia efetuada em setembro, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil anunciou dia 26 a suspensão, que entra em vigor dia 3 de janeiro, por tempo indeterminado.

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012