Início > História

O navegador inglês James Cook descobre o território da Austrália

No dia 21 de agosto de 1770, o capitão James Cook reivindica o território da ctual Austrália para a coroa do Reino Unido, dando-lhe o nome de Nova Gales do Sul.

FASTNET - 15 MORTOS, 23 NAVIOS PERDIDOS NO MAR

Em 1979, uma tragédia mudou a face da vela oceânica

Veleiros que são verdadeiras montras da mais moderna engenharia, sistemas de segurança, navegação e comunicações que permitem acompanhar os navios em tempo real, tripulantes preparados e qualificados para enfrentarem os desafios do mar. Navegar pelos oceanos do mundo continua a ser uma aventura, mas a vela oceânica é hoje um desporto altamente profissionalizado e que obedece a regras muito rigorosas. Não era assim em 1979.
A tragédia que balizou a evolução deste desporto aconteceu entre os dias 13 e 14 de Agosto de 1979.
 

3 DE AGOSTO DE 1492

Colombo inicia viagem de descobrimento

No dia 3 de Agosto de 1492, Cristóvão Colombo içou velas para iniciar a sua viagem em busca do caminho para as Índias, a terra do ouro e das especiarias. Dois meses depois, chegará ao Novo Mundo.

VIAJANDO PELA HISTÓRIA

Cristóvão Colombo fascinado pelos «feijões-do-mar»

A história diz que aquando da sua estadia no Porto Santo, Colombo começou a estudar as correntes oceânicas, fascinado pelos ‘Feijões-do-mar’ (sementes de Entada gigas) trazidos pelas correntes do golfo desde as Caraíbas. Ou (como alguns defendem), recebeu um aviso de alguns navegadores derrotados, que existia terra para além do oceano.

Canal do Panamá completa 100 anos como marco da história universal

O Canal do Panamá, resultante da audácia de dividir o istmo americano para construir uma passagem marítima que unisse o mundo, inicia o segundo século de vida administrado por panamianos, em plena expansão e como marco da história universal. A colossal obra, que atualmente serve 6% do comércio mundial, teve a sua génese no século XV, com Carlos V, que fez uma das primeiras propostas para explorar uma rota pelo istmo para unir o oceano Pacífico e o mar das Caraíbas.

A Língua Portuguesa fez 800 anos

O Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, foi palco de várias iniciativas para assinalar a data. Foram lançados 800 balões e, ao cair da noite, foram largados mais 244, que simbolizam os 244 milhões de pessoas que falam a língua de Camões. Também foi apresentado um manifesto, que conta com as assinaturas de governantes de Cabo Verde, Timor-Leste e Guiné-Bissau, tal como de políticos portugueses, músicos, escritores, professores e jornalistas dos países onde se fala português.

1838-1842 - EXPEDIÇÃO COMEÇOU A 17 DE AGOSTO

U. S. Exploring Expedition dando a volta ao mundo

Em 1838, os Estados Unidos da América lançaram ao mar uma ambiciosa expedição com a intenção de circum-navegar o globo. A U. S. Exploring Expedition foi a primeira expedição científica norte-americana além-mar, realizada pela U. S. Navy em tempos de paz. Naquela época, o jovem país construía o seu Estado nacional e estava voltado para o expansionismo territorial, com a intenção de arrastar as suas fronteiras até ao Pacífico.

Cartas, postais, fotos e diários vão ajudar a contar a história da emigração portuguesa

Um professor de História nos Estados Unidos está a analisar palavras e imagens de quem partiu e de quem ficou para estudar o fenómeno migratório português.

POR SÍLVIO DOS SANTOS

A navegação interior e Leonardo Da Vinci

Conhecida na China desde 948 no século IX, na Europa a eclusa foi idealizada por Leonardo Da Vinci (1452-1519). O projeto de eclusa com dois pares de portas basculantes e sistema hidráulico de enchimento e esvaziamento foi desenhado por Leonardo da Vinci. Essa concepção foi denominada de acqua exclusa ou de câmara, na França como sas. O modelo foi utilizado na Itália e posteriormente na França, no Canal de Briare construído entre 1604 e 1638.

20 DE FEVEREIRO DE 1857

Fundação da Norddeutscher Lloyd

A 20 de Fevereiro de 1857 começavam em Bremen as actividades da linha alemã de navegação Norddeutscher Lloyd. Durante muito tempo os seus navios de passageiros ligaram a Europa a outras partes do mundo. No início da sua história, apenas o nome estava definido: "Norddeutscher Lloyd", escrito em letras garrafais na capa de uma pasta de arquivo. O autor era Hermann Henrich Meier, grande comerciante de Bremen, cônsul e banqueiro, mais tarde eleito para o Reichstag (Parlamento alemão de 1867 a 1945).
Ambicioso, Meier não podia ver a Hapag (sociedade anónima teuto-norte-americana de transporte de cargas), fundada em Hamburgo em Maio de 1847, operando com sucesso no Atlântico Norte.

7 DE JANEIRO DE 1914

Primeiro percurso pelo Canal do Panamá

O primeiro percurso completo pelo Canal do Panamá realizou-se a 7 de Janeiro de 1914. A partir de 1 de Abril, do mesmo ano, a Comissão do Canal Ístmico deixou de existir, dando lugar a uma nova entidade, o Governador da Zona do Canal, cujo primeiro nomeado foi o coronel norte-americano Goethals.

1854

Concessão do Canal de Suez

No dia 30 de novembro de 1854, o engenheiro francês e visconde Ferdinand Marie de Lesseps recebeu a licença para a construção de um canal entre os mares Mediterrâneo e Vermelho.

NOVEMBRO 1869

Inauguração do Canal de Suez

Após dez anos de obras no escaldante calor do deserto, era inaugurado o Canal de Suez, hidrovia que interligou o Mar Mediterrâneo e o Mar Vermelho.

BRASIL

Prefeitura do Rio de Janeiro prepara candidatura do Cais do Valongo a património mundial

O Cais do Valongo, sítio arqueológico do Rio de Janeiro, poderá tornar-se património mundial. Para isso, ainda é necessário o tombamento da área pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

BRASIL

Hamburg Süd comemora 125 anos de contrato especial com D. Pedro II

A Hamburg Süd celebrou a 28 de setembro os 125 anos da assinatura da carta de D. Pedro II que autorizava a empresa a actuar em águas brasileiras. A data é de grande importância para a armadora alemã, pois foi quando se reafirmou a parceria para o desenvolvimento da economia do Brasil.

O diário da viagem de Vasco da Gama à Índia inscrito na lista da Memória do Mundo

A UNESCO destaca a importância que a viagem do navegador português teve no desencadear de “uma série de acontecimentos que viriam a transformar o mundo”.

13 A 27 DE JUNHO

Grupo brasileiro reproduz viagem de Kubitschek em Portugal

Iniciativa promovida pelo editor Victor Alegria juntará um grupo de brasileiros em Portugal para percorrer, em Junho, a mesma rota que Juscelino Kubitschek fez há 50 anos em terras lusas.

REPORTAGEM DO «DIÁRIO DE LISBOA»

Juscelino Kubitschek em Portugal

A presença de Juscelino Kubitschek em Portugal, assinalada pelo "Diário de Lisboa". Notícia de 11 de Janeiro de 1963.

A VIAGEM DE QUE SALAZAR NÃO GOSTOU

Juscelino Kubitschek no Fundão

Ignorando o protocolo e, provavelmente, assumindo uma posição não politicamente correcta, o então ex-presidente do Brasil Juscelino Kubitschek de Oliveira (JK), decide aceitar o genuíno e simples convite que António Paulouro, Director do Jornal do Fundão, lhe endereça quando é recebido pelo fundador de Brasília em terras de Vera Cruz e cria um verdadeiro problema diplomático ao governo português. O ditador, António Oliveira Salazar, chefe do governo português, fica furioso e nunca mais esquece a partida que o grande estadista e o grande jornalista lhe pregaram, ordenando a censura de qualquer referência à visita de Janeiro de 1963.

BRASIL

Suposto tesouro de pirata inglês desperta a curiosidade de curitibanos

Um pirata inglês, conhecido como 'Zulmiro', viveu em Curitiba entre 1820 e 1880. É o que diz uma das lendas mais comentadas entre pesquisadores e moradores da capital paranaense. Segundo o pesquisador Marcos Juliano Ofenbock, ele teria deixado um tesouro escondido em um túnel construído por jesuítas, onde atualmente está instalado o Bosque Gutierrez, no bairro Vista Alegre.

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)