Início > Clipping

Comunidade lusófona tem 10 países que pretendem aproximação

A Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) está a despertar o interesse de dez países que estão em diferentes etapas do processo de adesão, disse a directora-geral da organização, Georgina de Mello, num encontro em Lisboa.
"A Guiné Equatorial, o Senegal e as Ilhas Maurícias têm o estatuto de observador associado, sendo previsível que a Guiné Equatorial se junte como membro de pleno direito na Cimeira de Díli, a 23 de Julho", disse Georgina de Mello num encontro que pretendeu anunciar a realização de uma reunião com bancos, seguradoras e entidades financeiras da CPLP, a realizar em Lisboa.

SEGUNDO A OCDE

Crescimento de África regressa aos níveis pré-crise em 2015

As economias do continente africano cresceram, em média, 4% no ano passado, devendo acelerar para os 5 a 6% no próximo ano, regressando assim aos níveis anteriores à crise financeira de 2009, escreve a OCDE.

PEDRO REIS:

A plataforma logística de Sines pode ser uma porta de entrada da China na Europa

A plataforma logística de Sines pode ser uma porta de entrada da China na Europa, defende Pedro Reis, Presidente da AICEP, em entrevista ao jornal português "Diário Económico".

ANA PAULA LABORINHO EM ENTREVISTA À ANTENA 1:

«Expansão do português pode gerar mais riqueza para os países lusófonos»

Falado por 244 milhões de pessoas em todo o mundo, o português é a sexta língua mais falada no planeta azul, mas é a quinta mais usada na Internet e a terceira nas redes sociais Facebook e Twitter. Para Ana Paula Laborinho, presidente do Instituto Camões, "o português está na moda", e indica ainda que "o número de falantes vai continuar a aumentar" e que "a expansão do português pode gerar mais riqueza para os países lusófonos". Uma entrevista do jornalista Nuno Rodrigues.

MANUELA JÚDICE:

América Latina é terra de oportunidades para empresas portuguesas

Os portos portugueses terão muito a ganhar com a abertura, em 2014, do Canal do Panamá à passagem de cargueiros de grande porte, defende a Secretária Geral da Casa da América Latina.

DIRECTOR-GERAL DA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE COMÉRCIO:

Negócios da lusofonia geram rendimentos

O novo director-geral da Organização Mundial de Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevêdo, afirmou que Portugal e outros países lusófonos têm muito a ganhar se conseguirem gerar negócios fora das suas fronteiras.

África subsaariana recebe cada vez mais investimento

A África subsaariana vai receber cada vez mais investimento estrangeiro nas próximas duas décadas, chegando a quase 200 mil milhões de euros em 2030, uma subida da quota do total mundial de 5,4 para 8,2%.

LÍNGUA FALADA POR MAIS DE 200 MILHÕES

A nova oportunidade do português

É falada por mais de duzentos milhões, é língua oficial em oito países, é a sexta do mundo com mais falantes, a primeira no hemisfério sul e a quarta mais usada na internet. Se Portugal foi há séculos atrás responsável pela sua expansão, hoje é o Brasil que mais contribui para a sua afirmação.

África, América Central eTurquia emergem no sistema portuário

África, América Central eTurquia situam-se no top ten mundial de portos emergentes, dados revelados por um estudo revelado recentemente pela Universidade da Corunha: " General cargo and containership emergent routes".

LE MONDE DIPLOMATIQUE

Françafrique

"Fim do império francês em África", "A França retira-se de África", "Paris é ultrapassada "... Os títulos alarmistas dos jornais franceses e estrangeiros multiplicam-se. Além disso, a literatura crítica da "Françafrique" não pára de proliferar desde o início dos anos 1990, quando o envolvimento de Paris nos dramas tais como o genocídio em Ruanda acabou confundir sua imagem. A crise é profunda: "Já seria hora", advertiu Pascal Chaigneau, director do Centro de Estudos Diplomáticos e Estratégicos (CEDS), "se desejarmos preservar a nossa credibilidade e nossos interesses, de abandonar a política de pequenos passos cambaleantes, para elaborar o que o presidente Senghor considerava uma visão do que a África deveria ser para a França e do que a França poderia fazer pela África".

A nova diáspora portuguesa I

Com o mercado europeu a minguar, as empresas portuguesas voltam-se para geografias mais inóspitas e promissoras. Histórias de quem se fez além-mar e vingou.

GÁS NATURAL

Portuguesa Partex quer ter uma concessão em Moçambique

A Partex, petrolífera da Fundação Calouste Gulbenkian, quer diversificar a sua presença internacional e reforçar o peso do negócio de exploração de gás natural nas suas operações. Para isso, ambiciona ganhar uma concessão de gás em Moçambique, dadas as boas perspectivas criadas a partir da bacia de Rovuma.

EM DESTAQUE NO «DIÁRIO DE NOTÍCIAS DA MADEIRA»

Portos da Lusofonia

A recente Assembleia da Associação dos Portos de Portugal mereceu destaque no "Diário de Notícias da Madeira". Recordamos que a Associação de Portos da Comunidade dos Países de Lingua Oficial Portuguesa, APLOP, deverá ser constituída no próximo mês de Maio, tendo como objectivos reforçar os laços de cooperação e aumentar as trocas comerciais entre estes países.
 

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família

em rotinas.php:
UPDATE banners SET JaVisto = JaVisto + 1 WHERE nID =