Início > S. Tomé e Príncipe

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS NA FRONTEIRA MARÍTIMA COM A NIGÉRIA

São Tomé e Príncipe defende redução das despesas de funcionamento da Autoridade Conjunta

A proposta são-tomense foi apresentada à parte nigeriana na reunião do conselho ministerial conjunto realizada em Abuja. O orçamento da Autoridade Conjunta está avaliado em 12 milhões de dólares. Por causa da crise financeira internacional, São Tomé e Príncipe considera que é preciso fazer cortes.
O orçamento da Autoridade Conjunta órgão criado pela Nigéria e São Tomé e Príncipe para administrar os recursos na fronteira marítima comum, deverá ser reduzido. A proposta apresentada por São Tomé e Príncipe, deverá ser aprovada em Março próximo na reunião extraordinária do Conselho Ministerial Conjunto.

Príncipe pode perder «o homem da lua»

É grande a preocupação da população e do Governo Regional do Príncipe, em relação a um possível fracasso do projecto de investimento proposto pelo milionário sul-africano, Mark Shuttleworth (na foto). A meta para a consumação do negócio é 21 de Dezembro.
Dados recolhidos pelo correspondente do Téla Nón na ilha do Príncipe, indicam que o acordo de investimento firmado entre o Governo Regional do Príncipe e o milionário sul-africano, proprietário do grupo HBD – Boa Vida, está avaliado em 70 milhões de euros, para desenvolver um conjunto de projectos turísticos e sociais, até Dezembro de 2019.

Total investe 200 milhões de dólares USD em São Tomé e Príncipe

A empresa petrolífera francesa Total vai investir cerca de 200 milhões de dólares norte-americanos em 2012 na produção de petróleo no bloco um, da zona conjunta Nigéria/S. Tomé e Príncipe.
Collins Kalabaré, da autoridade conjunta, que falava no âmbito de uma reunião de programação das actividades do órgão de gestão da citada zona Nigéria/S.Tomé e Príncipe para 2012, defendeu que para o sucesso do investimento a Total deverá recorrer à parceria com pequenas empresas que operam naquele bloco, uma das quais é a Adax Petrolium.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

BAD disponibiliza 7 milhões de dólares para financiamento de projectos na agricultura e pescas

Para aumentar a produção alimentar e melhorar a qualidade dos produtos locais, o Banco Africano de Desenvolvimento, disponibilizou 7 milhões de dólares, ao projecto de reabilitação das infra-estruturas de apoio a segurança alimentar. Verba que nos próximos 7 anos será aplicada nos sectores da agricultura e pescas.
O montante de 7 milhões de dólares será aplicado na reabilitação das infra-estruturas dos sectores da agricultura e pescas. Álvaro Vila Nova, Director do Projecto, indicou que aumento da produção alimentar é o grande objectivo do projecto, que procura também melhorar a qualidade da produção local. Um projecto que vai actuar directamente junto às associações das comunidades agrícolas piscatórias, promovendo acções de luta contra a pobreza.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

O voador morre à sombra

Esta é a época do voador em São Tomé – um peixe que não só nada, mas também salta fora da água. No país, costuma dizer-se “voador panhá”; panhá, porque vem de “apanhar”, já que o voador não se pesca com fio e anzol. O voador apanha-se. Com folha de andala e capim.

O PROGRESSO QUE CHEGA PELO MAR

Cabo submarino de fibra óptica já chegou às águas territoriais de São Tomé

O navio que arrasta o cabo submarino de fibra óptica, que está a contornar a costa ocidental de África chegou a São Tomé na manhã desta segunda-feira. A cerimónia de amarração está marcada para hoje, 15 de Novembro..
O navio que atracou ao largo da ilha de São Tomé está a contornar a costa ocidental do continente africano, lançando o cabo que vai revolucionar o sistema de telecomunicações. Está para breve o fim da internet lenta em São Tomé, para breve a abertura de uma nova era, marcada por alta velocidade no uso da internet. O projecto de cabo submarino financiado pela comunidade internacional e pelos respectivos países africanos, liga os continentes europeu, africano e a América Latina.

PERTO DA ZONA CONJUNTA COM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Total descobre novas reservas de petróleo nas águas territoriais da Nigéria

A nova reserva de petróleo descoberta pela filial da companhia francesa Total, está localizada no sudoeste da Nigéria, em águas profundas. A Total, que tem plataformas petrolíferas na zona, mais concretamente sobre o bloco 102, descobriu o novo poço de petróleo a uma distância de 15 quilómetros da zona onde está a operar.
A companhia francesa anunciou que face às recentes descobertas de petróleo na zona, pretende intensificar as suas acções com vista a explorar jazidas de petróleo que se encontram nas proximidades da sua zona de intervenção off – shore.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Dois estudos importantes sobre a instalação do cabo submarino

Os dois estudos reflectem o impacto social e ambiental das actividades do projecto de instalação do cabo submarino em São Tomé. A amarração do cabo submarino em São Tomé está prevista para 2012. Financiado pelo Banco Mundial e pelo Estado são-tomense, toda a estrutura do projecto é colocada a disposição do público.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Cabo submarino já chegou ao vizinho Gabão

Grande festa foi organizada em Libreville, capital do Gabão, para assinalar a chegada do cabo submarino de fibra óptica que vai revolucionar o serviço das telecomunicações no país vizinho. Está prevista para o primeiro trimestre de 2012, a amarração do cabo submarino na ilha de São Tomé.
 

Angola e São Tomé e Príncipe relançam cooperação bilateral

Angola e São Tomé e Príncipe decidiram relançar a sua cooperação bilateral em vários domínios, após uma prolongada letargia marcada pela ausência de um embaixador angolano.
O anúncio foi feito pelo novo embaixador de Angola em São Tomé e Príncipe, Alfredo Eduardo Manuel Mingas, pouco após a entrega das suas cartas credenciais ao Presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa.

 

Candidatura da Ilha do Príncipe a Reserva da Biosfera da UNESCO

No passado mês de Agosto foi entregue na UNESCO o dossier da candidatura da Ilha do Príncipe a Reserva da Biosfera, no âmbito do Programa MAB – Man and the Biosphere, em resultado de uma iniciativa do Governo Regional do Príncipe, que contou com o co-financiamento do IPAD. O trabalho de recolha de informação sobre a ilha consistiu na recolha de informação, publicada ou inédita, sobre o ecossistema da ilha e na realização de trabalhos de campo efectuados por especialistas de diversas áreas.

Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe

O IMAP-STP (Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe) é o organismo através do qual o Governo cumpre os compromissos assumidos no plano externo relativamente às Convenções Internacionais aprovadas pela IMO. É por isso o interlocutor nacional junto da IMO para as questões relativas ao direito do mar, à segurança da vida no mar e à prevenção da população no mar. Com o desenvolvimento de projectos tão importantes para o desenvolvimento do país como a construção e a operacionalização de um porto de águas profundas com o perfil que vai ter, o desenvolvimento das zonas francas e a exploração petrolífera offshore, o país precisa de estar em sintonia com as normas internacionais para a segurança marítima e portuária, e para a prevenção da poluição no mar.

São Tomé e Príncipe reactiva guarda costeira

O governo de São Tomé e Príncipe vai fortalecer a sua guarda costeira na ilha do Príncipe. A decisão faz parte de um plano para reestruturar o aparelho de segurança na ilha, noticiou a rádio norte-americana VoA (Voz da América).
São Tome e Príncipe está situado no Golfo da Guiné, uma zona que assume cada vez mais importância estratégica devido à sua produção petrolífera. É também uma zona onde tem vindo a aumentar a instabilidade devido a crescentes actos de pirataria e falta de fiscalização das águas territoriais.

Governo de São Tomé e Príncipe adopta novo sistema de gestão alfandegária

Governo santomense iniciou a 1 de Fevereiro de 2011 um novo sistema de gestão aduaneira, visando melhorar a prestação de serviços e permitir uma maior arrecadação de receitas. O novo sistema, denominado Sidónia Word, resulta de uma série de reformas que estão a ser introduzidas nos serviços aduaneiros, no âmbito de um projecto com apoio financeiro e técnico do Milennium Challange Cooporation (MCC), que nos últimos três anos já gastou cerca de oito milhões de dólares norte-americanos.

 

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012