Início > Pescas

CABO VERDE

Aprovado diploma para prevenir a pesca ilegal

O Governo aprovou um acordo para prevenir e impedir a pesca ilegal, não declarada e não regulamentada. Com isso o executivo pretende adoptar medidas “eficazes e eficientes” e assegurar a conservação a longo prazo e a exploração sustentável dos recursos vivos e dos ecossistemas marinhos. Este projecto de lei cumpre as Medidas do Estado do Porto adoptadas pela Conferência da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) em Novembro de 2009.

ANGOLA

Várias toneladas de peixe capturadas na Huíla

A captura de peixe na localidade de Cangolo, Lubango, atingiu 12 toneladas ao longo dos últimos sete meses, anunciou a chefe de secção das pescas da Direcção Provincial da Agricultura da Huíla. Flora Fernandes avançou que, no período em análise, foram capturados seis mil quilos de peixe Kimaia (uma espécie nativa) e igual quantidade de Anchova, mais mil quilogramas que em igual período do ano passado.

ANGOLA

Dez mil pescadores artesanais vão beneficiar de financiamento do FIDA

Dez mil pescadores artesanais das províncias do Bengo, Luanda, Cuanza Norte e Malanje vão beneficiar do financiamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas (FIDA), avaliado em cerca de 11 milhões de dólares. A informação foi prestada, em Luanda, pela secretária de Estado das Pescas, Antónia Nelumba, a propósito do acordo de financiamento assinado em Agosto, em Roma.

ANGOLA

Mercado do peixe aberto a privados

O governo angolano está determinado em apoiar a iniciativa do sector privado na implementação da aquacultura para o desenvolvimento da produção de pescado, no âmbito da diversificação da economia, disse, no Dande, a ministra das Pescas.
Vitória de Barros Neto, que falava na cerimónia de lançamento da aquacultura na província do Bengo, disse que o apoio ao sector privado estimula mais empresários a aderirem ao projecto. A ministra anunciou que o Executivo pretende fazer desta província um pólo de desenvolvimento da aquacultura, para estimular o sector privado.

CABO VERDE

Pescas em dificuldades: Presidente da AAPCV defende linha de crédito para o sector

O Estado deve criar uma linha de crédito urgente para financiar as pescas. O SOS vem do presidente da Associação dos Armadores de Pesca de Cabo Verde (AAPCV), Nelson Atanásio Santos, para quem urge renovar as frotas, capacitar os profissionais do sector e criar mais infraestruturas para facilitar o processo de conserva e exportação do pescado nacional. Nem tudo vai mal: Santos informa que a captura de peixe na Zona Económica Exclusiva (ZEE) de Cabo Verde tem evoluído num bom ritmo, com destaque para pequenos pelágios, como cavala e “cachorrinha”.

SÃO VICENTE, CABO VERDE

Frescomar passa a gerir o Complexo de Pesca da Cova de Inglesa por 15 anos

O Governo autorizou a concessão à conserveira Frescomar, por um período de 15 anos, da gestão e exploração do Complexo de Pesca da Cova de Inglesa, em São Vicente, segundo resolução publicada no Boletim Oficial de hoje.

CABO VERDE

Um em cada 12 trabalhadores vive directa ou indirectamente das pescas ou áreas afins

Um em cada 12 trabalhadores cabo-verdiano vive directa ou indirectamente das pescas ou áreas afins, o que representa cerca de oito por cento dos empregos nacionais, informa a ministra das Infra-estruturas e Economia Marítima, Sara Lopes. Em mensagem alusiva ao Dia Mundial do Pescador, a ministra destacou o contributo desta classe para o desenvolvimento da economia de Cabo Verde, apesar de considerar que existem ainda vários desafios por alcançar.

ANGOLA

Reconhecido trabalho da fiscalização pesqueira

A Ministra das Pescas, Vitória de Barros Neto, reconheceu, em Luanda, o trabalho que o Serviço Nacional de Fiscalização Pesqueira tem levado acabo em todo território nacional. De acordo com a ministra, que falava no encerramento do Conselho Consultivo das Pescas, o serviço nacional conheceu nos últimos tempos um melhoramento substancial, no que diz respeito aos equipamentos, construção de infra-estruturas, bem como na formação dos seus quadros.

ANGOLA

Huíla: Sector pesqueiro joga papel preponderante na segurança alimentar

O director provincial da Agricultura, Pescas e Ambiente da Huíla, Lutero Campos, considerou, na comuna do Tchivinguiro, município da Humpata, que o sector pesqueiro joga um papel preponderante para o garante da segurança alimentar. Lutero Campos falava no encerramento do primeiro curso de formação de formadores extensionistas em aquicultura, promovido pelo Ministério das Pescas e Ambiente, dirigido a técnicos das províncias da Huíla, Namibe, Cunene e estudantes da 12ª Classe do Instituto Agrário do Tchivinguiro nas especialidades de produção animal, gestão agrícola e produção vegetal.

CABO VERDE

ACOPESCA: Governo cria autoridade para fiscalizar sector da pesca

O Governo acaba de criar a Autoridade Competente para o Produto das Pescas, abreviadamente denominada ACOPESCA. Essa nova estrutura tem como missão principal apoiar o Governo e os demais órgãos e serviços com intervenção na matéria, na definição, execução, fiscalização e garantia do cumprimento das normas relativas à sanidade, legalidade e qualidade dos produtos de pesca e actividade pesqueira.

Operadores em Cabo Verde já podem pescar camarão-soldado, caranguejo e tubarão azul

Os operadores em Cabo Verde já podem pedir autorização para pescar o camarão-soldado, o caranguejo e o tubarão azul que foram incluídos na lista das espécies que podem ser capturadas no país até finais de 2015. Em declarações à Inforpress, o director-geral das Pescas, Juvino Vieira, explicou que essa autorização é dada no âmbito do plano executivo bianual de Gestão de Recursos Haliêuticos para o período de 2014 a 2015.

Estado angolano perde USD 1 milhão com roubo de pescado

O almirante Martinho António, que proferiu a palestra terça-feira, 01/07, em Luanda, na Universidade Lusíada de Angola, que teve como tema “a extensão da plataforma continental e as fronteiras marítimas de Angola”, disse que o país perde em média um milhão de dólares resultante de roubo de pescado.

ANGOLA

País vai importar 90 mil toneladas de carapau

Entre Janeiro de 2014 e Janeiro de 2015 deverão ser importadas 90 mil toneladas de carapau. A cota de importação do carapau foi confirmada na reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros, que decorreu na quarta-feira, 11/12, em Luanda.

Greenpeace alerta para perigos de sobrepesca na costa oeste-africana

A organização ambientalista internacional não governamental Greenpeace alerta para perigos da sobrepesca na sub-região oste-africana, de acordo com um relatório apresentado em Nouakchott.
Ao apresentar o documento, Mohamed Diame, perito encarregue da campanha "Oceanos da África Ocidental", lançada desde 2010 pela Greenpeace, indicou que as águas desta região "sofrem o impacto do desenvolvimento acelerado das atividades de pesca e de sobrepesca que constituem uma das principais ameaças que pesam sobre os oceanos" nesta parte do mundo.

Greenpeace alerta para perigos de sobrepesca na costa oeste-africana

A organização ambientalista internacional não governamental Greenpeace alerta para perigos da sobrepesca na sub-região oste-africana, de acordo com um relatório apresentado em Nouakchott.

Importadores chineses interessados nas conservas portuguesas

O secretário de Estado português da Alimentação e Inovação Agroalimentar, Nuno Vieira e Brito, diz que «há muitos importadores e distribuidores» chineses interessados nas marcas portuguesas do setor, nomeadamente nas conservas de peixe.

Cadê o peixe que estava aqui? A China levou

O apetite da China por peixes é bem maior do que o declarado às autoridades internacionais, revela uma estimativa publicada pela Universidade da Columbia Britânica, no Canadá. Barcos chineses estariam capturando 4,6 milhões de toneladas de pescado em águas de pelo menos 90 países. A quantidade é 12 vezes maior do que o declarado pelo país oriental à Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), 368 mil toneladas

Governos acordam restrições ao comércio de cinco espécies de tubarão

A Convenção Internacional de Espécies Ameaçadas aprovou segunda-feira em Banguecoque a limitação do comércio de cinco espécies de tubarão, numa tentativa de salvá-las de serem mortas para a obtenção de barbatanas.

ANGOLA

Produção pesqueira atingiu 354 mil e 500 toneladas em 2012

A produção pesqueira no país cifrou-se, em 2012, em 354 mil e 500 toneladas, com um diferencial de 294 mil e 500 toneladas acima da importação do pescado, que ronda actualmente as 60 mil toneladas. Apesar da disparidade, os números satisfizeram as necessidades da população no abastecimento de pescado para o consumo directo.
 

Sea Shepherd proibida de se aproximar de baleeiros japoneses

Um tribunal norte-americano proibiu a organização Sea Shepherd , conhecida pelas suas acções directas contra a caça à baleia, de se aproximar além de 500 metros dos baleeiros japoneses nos mares da Antárctida. A decisão é cautelar, enquanto um tribunal de Seattle julga um processo movido pelo Instituto de Investigação de Cetáceos e pela empresa Kyodo Senpaku, entidades japonesas que estão envolvidas na caça à baleia, alegadamente para fins científicos.

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família