Início > S. Tomé e Príncipe

Portugal disponível para ajudar São Tomé e Príncipe no combate à pirataria

José Pedro Aguiar-Branco, ministro da Defesa, manifestou a disponibilidade portuguesa para colaborar com São Tomé e Príncipe na proteção das suas águas territoriais, cada vez mais ameaçadas pelo fenómeno da pirataria marítima. Os dois países assinaram mesmo um acordo de fiscalização marítima.

São Tomé e Príncipe colabora com a Nigéria no combate à pirataria

Está a ser preparado, da parte de São Tomé e Príncipe e da Nigéria, a formação de um comando naval conjunto para combater ameaças de pirataria marítima e crimes transfronteiriços na fronteira marítima comum.

Grupo luso-angolano Geo-pesca vai investir em São Tomé e Príncipe

O grupo empresarial luso-angolano Geo-pesca vai investir, em São Tomé e Príncipe, cerca de quatro milhões de euros num projecto de pesca semi-industrial. De acordo com a televisão pública local (TVS), que divulgou recentemente a notícia, citando o porta-voz do grupo, Victor Madaleno, a "Geo-pesca" já dispõe de três barcos apropriados no arquipélago, prontos para iniciar a actividade piscatória, viabilizando com o projecto seis dezenas de postos directos de emprego para os santomenses.

REPORTAGEM DE JOÃO MORAIS

São Tomé e Príncipe - O Petróleo é um Lugar Estranho

Já foi o maior produtor mundial de Cacau, no início de 1900. Agora, São Tomé e Príncipe sonha ansiosamente entrar na era do petróleo. Pelas estimativas do Fundo Monetário Internacional, nos próximos 7 anos, até 2015, o país vai receber cerca de 400 milhões de dólares da exploração de 30 mil barris diários.

Governo de São Tomé e Príncipe pede ajuda para combater a pirataria marítima

O governo de São Tomé e Príncipe exortou a comunidade internacional para que ajude o país a combater a pirataria marítima, devido à evolução daquele fenómeno no Golfo da Guiné, nos últimos anos.

Ilha do Príncipe pede ajuda aos EUA para combater pirataria marítima

O governo regional da ilha do Príncipe, no arquipélago de São Tomé e Príncipe, pediu aos Estados Unidos ajuda naval para combater o tráfico de droga, a pirataria marítima e ajuda à conservação dos recursos marinhos nas suas águas.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Governo decide sobre porto de águas profundas em breve

O primeiro ministro de São Tomé e Príncipe, Gabriel Costa, confirmou que o Governo local vai, em breve, tomar uma decisão sobre o projeto de construção de porto de águas profundas, cujas obras se deviam ter iniciado há cinco anos.

Directores de alfândegas da CPLP estão reunidos em São Tomé

Os directores-gerais das Alfândegas dos Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) estão reunidos em São Tomé para traçar estratégias de combate ao tráfico, ao terrorismo e ao branqueamento de capitais. Durante a reunião de quatro dias, os participantes avaliam o grau de implementação dos programas de cooperação nos serviços aduaneiros dos diferentes países da CPLP e perspetivar novas áreas de intervenção.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

BGFI financia crédito ao sector das pescas

O único Banco de Investimento da praça financeira são-tomense, decidiu abrir linha de crédito para dinamizar o sector da pesca artesanal. Os pescadores da região norte da ilha de São Tomé, por sinal zona que conserva o maior banco de pescado da ilha de São Tomé, são s primeiros beneficiários.

Como e onde investir em São Tomé e Príncipe

Decorreu dia 31 de Maio, em Oeiras, Portugal, no hotel Targuspark, a apresentação do plano estratégico de desenvolvimento e investimentos em São Tomé e Príncipe, pelo primeiro-ministro, Patrice Trovoada. Uma iniciativa do grupo AITECOREIRAS em parceira com o governo santomense.
Uma questão chave na apresentação do primeiro-ministro santomense foi a construção do porto de águas profundas para o transbordo de mercadorias, que vai servir como motor de dinamização do comércio com os países vizinhos dessa sub-região africana.

 

São Tomé e Príncipe vai acolher plataforma de transbordo de mercadorias

Uma plataforma flutuante de ancoragem de navios será instalada dentro de seis meses em alto mar na zona sul de São Tomé, no quadro de um acordo a ser assinado brevemente entre o Governo de São Tomé e Príncipe e uma empresa taiwanesa. A empresa Bluesky, do empresário taiwanês Nobu Su, possui seis navios com capacidade para transportar mais de 100 mil toneladas de mercadorias a granel e sete mil e 500 viaturas.
Segundo o primeiro-ministro santomense, Patrice Trovoada, a plataforma de logística de transbordo de mercadorias encontrará mercados no Golfo da Guiné.

São Tomé e Príncipe e Guiné Equatorial assinam acordos de parceria económica

As Câmaras de Comércio de São Tomé e Príncipe e da Guiné Equatorial assinaram em São Tomé um acordo de cooperação, válido para três anos, em diversas áreas de investimentos privados, noticia a PANA. Segundo o comunicado final da visita de três dias do presidente da Câmara e Comércio da Guiné Equatorial, Domingo Mituy Edjang, as partes acordaram cooperar nos domínios da agricultura, do turismo, da banca, dos seguros, dos petróleos, do comércio geral e da promoção e qualificação dos recursos humanos.

PRIMEIRO-MINISTRO DE SÃO TOMÉ É PRINCIPE

Forte presença de Angola em São Tomé

As relações entre Angola e São Tomé e Príncipe são excelentes, disse o primeiro-ministro Patrice Trovoada em entrevista exclusiva ao Jornal de Angola. Os dois países têm acordos em vários domínios, com destaque para a educação, transportes, formação de quadros e exploração petrolífera. A Sonangol é o rosto mais visível da cooperação entre os dois Estados, na medida em que a petrolífera angolana intervém, além da área de combustíveis, na exploração do aeroporto e do porto de São Tomé e prevê adquirir 51 por cento do capital da STP Airways.

Investidores francófonos criam clube económico em São Tomé e Príncipe

Um grupo de investidores estrangeiros da sub-região africana, cujos países pertencem à Organização Internacional da Francofonia (OIF), criaram em São Tomé e Príncipe uma associação para defender os seus interesses, o Clube Económico Francófono (CEF).
Segundo a agência «Panapress», o CEF é uma sociedade que junta dezenas de investidores nas áreas da banca, seguros, transporte marítimo, importação de automóveis, bens de primeira necessidade e agricultura, que actuam no arquipélago há vários anos.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Grupo suíço quer construir refinaria de produtos petrolíferos

O primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada, anunciou a intenção do grupo suíço Gunver em construir no arquipélago um centro de armazenagem de produtos petrolíferos refinados com capacidade para abastecer toda a região da África ocidental. Trata-se de um investimento a ser executado também com capital russo, avaliado em 200 milhões de dólares (148,7 milhões de euros).

S. TOMÉ E PRÍNCIPE

Porto em águas profundas com ou sem CMA – CGM é uma das prioridades de Patrice Trovoada para 2012

Em declarações à TVS e a RTP-África, o Primeiro-ministro Patrice Trovoada garantiu que este ano será dado o pontapé de saída na construção de um porto ou cais acostável em São Tomé e Príncipe. Uma prioridade que o Chefe do Governo pretende implementar com ou sem a empresa francesa CMA – CGM.
Desde o ano 2008 que a terceira maior transportadora mundial de contentores, a CMA – CGM, empresa francesa, assinou com o Estado são-tomense um acordo para construção de um porto de águas profundas na zona de Fernão Dias.

São Tomé privilegia parceria com Angola para afirmação no golfo da Guiné

O Presidente de São Tomé e Príncipe, Manuel Pinto da Costa, sublinhou, em Luanda, que o seu país procura parceiros fortes para poder jogar um papel de destaque na região do golfo da Guiné, sendo Angola o parceiro mais importante na concretização dessa intenção.

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS NA FRONTEIRA MARÍTIMA COM A NIGÉRIA

São Tomé e Príncipe defende redução das despesas de funcionamento da Autoridade Conjunta

A proposta são-tomense foi apresentada à parte nigeriana na reunião do conselho ministerial conjunto realizada em Abuja. O orçamento da Autoridade Conjunta está avaliado em 12 milhões de dólares. Por causa da crise financeira internacional, São Tomé e Príncipe considera que é preciso fazer cortes.
O orçamento da Autoridade Conjunta órgão criado pela Nigéria e São Tomé e Príncipe para administrar os recursos na fronteira marítima comum, deverá ser reduzido. A proposta apresentada por São Tomé e Príncipe, deverá ser aprovada em Março próximo na reunião extraordinária do Conselho Ministerial Conjunto.

Príncipe pode perder «o homem da lua»

É grande a preocupação da população e do Governo Regional do Príncipe, em relação a um possível fracasso do projecto de investimento proposto pelo milionário sul-africano, Mark Shuttleworth (na foto). A meta para a consumação do negócio é 21 de Dezembro.
Dados recolhidos pelo correspondente do Téla Nón na ilha do Príncipe, indicam que o acordo de investimento firmado entre o Governo Regional do Príncipe e o milionário sul-africano, proprietário do grupo HBD – Boa Vida, está avaliado em 70 milhões de euros, para desenvolver um conjunto de projectos turísticos e sociais, até Dezembro de 2019.

Total investe 200 milhões de dólares USD em São Tomé e Príncipe

A empresa petrolífera francesa Total vai investir cerca de 200 milhões de dólares norte-americanos em 2012 na produção de petróleo no bloco um, da zona conjunta Nigéria/S. Tomé e Príncipe.
Collins Kalabaré, da autoridade conjunta, que falava no âmbito de uma reunião de programação das actividades do órgão de gestão da citada zona Nigéria/S.Tomé e Príncipe para 2012, defendeu que para o sucesso do investimento a Total deverá recorrer à parceria com pequenas empresas que operam naquele bloco, uma das quais é a Adax Petrolium.

 Vídeo

PLAYLIST DE VÍDEOS LOBITO 2013

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)