Início > Moçambique

OPERAÇÃO INÉDITA

Brasileira Vale faz primeiro transbordo de carvão de Moçambique em alto mar

A Vale, mineradora brasileira que opera na província central de Tete, em Moçambique, anunciou, terça-feira (17), a realização do primeiro transbordo de carvão mineral em alto mar, uma operação que representa um marco importante para o Projecto Carvão Moatize, informa a AIM. Segundo um comunicado da empresa, o transbordo de carvão em alto mar constitui uma operação inédita na empresa e uma solução para o carregamento dos navios de grande calado no Porto da Beira, na província central de Sofala.

Porque Moçambique está na moda

Vários especialistas antecipam que o crescimento da economia moçambicana poderá ser maior do que o estimado pelo FMI, Fitch e Governo, em resultado da injecção massiva de capital, na ordem dos 15 mil milhões a 20 mil milhões de dólares na economia por via de um conjunto de projectos já implementados no terreno, ou em análise pelas autoridades nacionais, na sua maioria desenvolvidas pelo sector privado e, maioritariamente, associados à exploração de recursos naturais valiosos, particularmente na indústria do carvão. 


Brasileira Vale vai reabilitar linha férrea entre o Malawi e o porto de Nacala

O grupo de mineração Vale e o governo do Malawi assinaram uma concessão de três anos através do qual a empresa brasileira vai construir uma nova linha de caminho de ferro de Tete à rede ferroviária do Malawi, e a reabilitação da via desde o Malawi até a fronteira com Moçambique na Nayuchi, para tirar partido do porto de Nacala.

MOÇAMBIQUE

Finlandesa Konecranes vai construir guindastes para o porto da Beira

A empresa finlandesa Konecranes vai construir e entregar dois guindastes de navio para terra (“ship-to-shore”) à Cornelder de Moçambique, entidade gestora do porto da Beira, informou a empresa em comunicado.
O porto da Beira é a principal instalação portuária de Moçambique, movimentando carga de e para Moçambique, Malawi, Zâmbia, Zimbabué e a região oriental da República Democrática do Congo.

MOÇAMBIQUE

Viagem a um país repleto de recursos

É sabido que o planeta está pressionado pelos limites de crescimento associados à escassez de recursos perante uma população que já supera os 7 mil milhões de pessoas. É sabido também que face ao aumento da procura, nomeadamente por parte dos países emergentes como a China e a Índia, os preços das matérias-primas têm subido continuadamente. Neste contexto, Moçambique, um país com um grande potencial de recursos naturais, tem um futuro promissor.

NAMPULA, MOÇAMBIQUE

Pescadores aprendem novas técnicas

PESCADORES artesanais dos distritos costeiros de Angoche e Moma, na província de Nampula, estão a beneficiar de capacitação para assimilar técnicas de pesca, visando melhorar o nível de capturas de pescado e, consequentemente, os seus rendimentos financeiros sem, contudo, colocar em perigo a existência das espécies marinhas e o meio ambiente. A iniciativa, que está a ser implementada pelo Instituto de Desenvolvimento da Pesca de Pequena Escala (IDPPE), é patrocinada em 1.121 milhão de euros pelo programa de apoio ao Plano de Acção para a Produção de Alimentos, com fundos doados pela Comissão Europeia.

MOÇAMBIQUE

Captura de gamba cresce 12 por cento

O PLANO Económico e Social (PES) de Moçambique prevê para 2012 um crescimento de 43 por cento na pesca de gamba, como resultado de um acordo assinado entre Moçambique e a Namíbia. A captura de gamba poderá atingir as 1450 toneladas em 2012.
Outros produtos cuja produção poderá aumentar são o lagostim, caranguejo, cefalópodes e lagosta.

ILHÉUS DE MACHANGA, SOFALA, MOÇAMBIQUE

Pesca nas ilhas trocada por agricultura, no continente

As mudanças climáticas que se vêm registando no mundo e que também afectam Moçambique, estão a levar a que os ilhéus no distrito de Machanga, a sul da província de Sofala, procurem o continente para a prática de agricultura, uma vez que reduziram as capturas de peixe de que sobreviviam.

BACIA DO ROVUMA

Moçambique poderá exportar gás natural para a Índia

A Videocon Industries, uma companhia indiana que integra um consórcio que se encontra a fazer pesquisas de hidrocarbonetos na Bacia do Rovuma, província de Cabo Delgado, manifestou a sua intenção de comercializar na Índia a sua quota de gás natural explorado em Moçambique.

MOÇAMBIQUE

Vale acorda linha férrea com o Malawi para exportar carvão a partir de Nacala

A Vale, empresa brasileira que explora carvão na mina de Moatize, província de Tete, assinou um contrato de concessão de linha férrea com o governo do Malawi. Com o acordo, aquela empresa vai construir e operar uma nova linha férrea na região sul daquele país vizinho.
A nova linha férrea faz parte do projecto da Vale de ligar a bacia de carvão de Moatize ao Porto de Nacala. A infra-estrutura de transporte ferroviário irá atravessar o Malawi a partir de Chikwawa, na região sul daquele país, numa extensão de 137 km até à Nkaya Junction, onde se irá ligar à actual linha para Nacala.

EUA lideram investimento estrangeiro em Moçambique

África do Sul, Maurícias e Portugal ficaram para trás, desta vez, no “ranking” da origem do Investimento Directo Estrangeiro (IDE) em Moçambique. Os Estado Unidos da América são agora os maiores investidores privados estrangeiros no país, segundo dados do Centro de Promoção de Investimentos referentes aos meses de Janeiro a Setembro de 2011.

MOÇAMBIQUE

Governo concede a Zucula o poder de negociar concessão do terminal de carvão no porto da Beira

As negociações em torno da construção do terminal de carvão no porto da Beira deverão ser encabeçadas pelo ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, ao abrigo de uma resolução aprovada pelo Conselho de Ministros na sua 45.ª Sessão Ordinária que se realizou no passado dia 19 de Dezembro.

MOÇAMBIQUE

Necessárias novas infra-estruturas ferro-portuárias para escoar carvão de Moatize

Paulo Zucula, ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique, referiu que o país necessita de construir novas infra-estruturas ferro-portuárias de forma a garantir o escoamento do mineral extraído em Moatize, depois de divulgadas as previsões que apontam para uma produção de carvão em Moçambique na ordem dos 100 milhões de toneladas até ao ano de 2020.
O ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique referiu que "há muito mais por investir" depois de ter percorrido alguns quilómetros da linha ferroviária do Sena na companhia de uma delegação do Banco Mundial, instituição que já aplicou na reconstrução daquela linha de caminho-de-ferro entre 180 a 190 milhões de dólares e entre 15 a 20 milhões de dólares na dragagem do porto da Beira.

BACIA DO ROVUMA, MOÇAMBIQUE

Petronas vai efectuar dois furos de prospecção em 2012

A petrolífera Petronas, da Malásia, que está a pesquisar hidrocarbonetos no distrito de Memba, província de Nampula, norte de Moçambique, deverá iniciar dois furos no princípio de 2012, segundo Moisés Paulino João, director provincial de Recursos Minerais e Energia.
A bacia do Rovuma cobre uma área marítima e continental entre os distritos de Palma, no extremo mais a norte da província de Cabo Delgado, e Memba, já na província de Nampula, a sul de Cabo Delgado.

AICEP

Critérios de elegibilidade ao fundo luso-moçambicano Investimoz foram divulgados em Maputo

Os sectores que criem emprego e que contribuam para a transferência de competências para os quadros moçambicanos podem ter acesso aos fundos do Investimoz, um instrumento financeiro luso-moçambicano, disse em Maputo o presidente da sociedade portuguesa de apoio ao desenvolvimento Sofid.
O Investimoz foi criado pela Confederação das Associações Económicas de Moçambique, AICEP Portugal Global, Sofid – Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, Instituição Financeira de Crédito e a Câmara de Comércio Portugal-Moçambique, em colaboração com os governos de Moçambique e Portugal.

INAUGURADA JANELA ÚNICA ELECTRÓNICA EM MOÇAMBIQUE

Desembaraço aduaneiro baixa de dias para horas

O tempo de desembaraço aduaneiro de mercadorias e demais bens em Moçambique vai baixar do actual mínimo de três dias para apenas algumas horas dentro de 12 meses, como resultado do arranque oficial, dia 10 de Dezembro, de um sistema moderno de desalfandegamento em cerimónia realizada na cidade do Maputo.

MOÇAMBIQUE

Empresários portugueses e brasileiros defendem sinergias no investimento

Empresários portugueses e brasileiros defenderam dia 9 de Dezembro em Maputo a promoção de "sinergias" no seu investimento em Moçambique, como forma de capitalizar no país africano a experiência de parcerias entre as empresas de Portugal e Brasil.
A necessidade de potenciar os consórcios luso-brasileiros em negócios em Moçambique foi defendida por empresários dos dois países, à margem de um encontro com o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares de Portugal, Miguel Relvas.

PORTO DE MAPUTO | MOÇAMBIQUE

Dragagem aumenta volume de carga manuseada

A carga manuseada no Porto de Maputo, no período de Janeiro a Julho deste ano, atingiu os 6,4 milhões de toneladas, aproximadamente 1,6 milhão a mais em relação aos resultados obtidos em igual período do ano passado. Segundo a avaliação da administração do porto, o aumento do volume de carga começou a ser efectivo após a conclusão da dragagem daquela infra-estrutura, em meados de Janeiro último, permitindo o acesso a navios de calado até 12 metros.

REABILITAÇÃO DO PORTO DE NACALA | MOÇAMBIQUE

Vale vai investir 892 milhões em 2012

A Vale, companhia mineira brasileira, vai investir mais de 892 milhões de euros em Moçambique no próximo ano, na expansão da mina de carvão em Tete, no centro do país, e na reabilitação de infra-estruturas ferro-portuárias.
Desse montante, mais de 518 milhões de euros destinam-se à reabilitação do Porto de Nacala e da linha-férrea que liga o porto a Moatize, província de Tete, onde a Vale explora a maior concessão de carvão na região, segundo foi anunciado ontem.

Moçambique encaixa 27 milhões com exportação de algodão para a Ásia

Moçambique vai exportar para o continente asiático 36 mil toneladas de algodão durante este ano, afirmou o director-adjunto do Instituto de Algodão moçambicano, Paposseco Gabriel.
De acordo com informações avançadas pelo responsável durante uma reunião anual do sector, que teve lugar na cidade da Beira, província de Sofala, centro de Moçambique, o país deverá encaixar com estas exportações 36 milhões de dólares (cerca de 27 milhões de euros).

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)