Início

Cabo Verde corta 25% do investimento no terminal de cruzeiros em São Vicente


O Governo cabo-verdiano vai cortar um quarto do investimento que previa fazer este ano na construção do terminal de cruzeiros em São Vicente, uma empreitada de 26 milhões de euros e lançada a concurso público no início do ano.

BRASIL

Porto de Angra dos Reis pretende servir de base para a exploração dos campos do pré-sal


Com a retomada da economia mundial e a recuperação do mercado de óleo e gás, o Porto de Angra dos Reis, que está estrategicamente localizado na Bacia de Santos, pretende servir de base para a exploração dos campos do pré-sal. Hoje, Com uma área total de 78 mil metros quadrados, o Terminal Portuário está localizado no município de Angra dos Reis, na Baía da Ilha Grande, litoral sul do Estado do Rio de Janeiro e é um importante centro de logística para apoio de projetos e movimentações de carga. A privilegiada localização do Porto na Bacia de Santos coloca-o em posição estratégica para atender navios e plataformas que operam no pré-sal.

ESTA QUARTA-FEIRA, 5 DE AGOSTO

FENOP realiza Webinar sobre treinamento e trabalho portuário


A Federação Nacional das Operações Portuárias (FENOP) fará seu primeiro Webinar para discutir experiências internacionais em treinamentos e trabalhos portuários. Nesse evento virtual será analisado o modelo espanhol, com convidados de importância na área, são eles: o Gerente de Projetos de Estratégia e Inovação da Fundación Valenciaport, Jonas Mendes Constante, e o Diretor de Noatum Terminal Castellón, Oscar Magdalena Dasí. O moderador será o presidente da FENOP, Sérgio Aquino.

Terminais portuários de Angola entregues a multinacionais


Três dos dez maiores operadores de terminais de contentores do mundo figuram entre os principais candidatos à gestão privada do Terminal Multiuso do Porto de Luanda, soube o Expresso junto de uma fonte portuária.

Em resposta à política de abertura promovida pelo Presidente angolano, João Lourenço, visando atrair para Angola algumas das maiores multinacionais no domínio do transporte marítimo, novos operadores de magnitude mundial apostam no mercado local, 13 anos depois da Maerks. A corrida pelo controlo daquele terminal, que movimenta mais de 50% da totalidade da mercadoria do Porto de Luanda, poderá vir a proporcionar, durante a vigência do contrato, um volume de negócios na ordem de 1220 milhões de dólares.

BRASIL

Um dos maiores porta-contentores a operar em águas brasileiras atraca no Porto do Rio de Janeiro


Como exemplo dos meganavios que chegam ao Porto do Rio de Janeiro, no dia 27 de julho, atracou o navio MSC NITYA B, que é um dos maiores em operação em águas brasileiras. Trata-se de um porta-contêiner da classe Sammax com 330 metros de comprimento e capacidade para transportar 12 mil TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés). Mas os navios da classe Sammax (a maior disponível na América do Sul) podem chegar a medir 336 metros de comprimento, 48 metros de largura e 15,2 de calado máximo (distância medida entre a lâmina d’água e o fundo da embarcação).

China fornece quase um terço das importações de Timor-Leste


A China forneceu mais de 30 por cento das importações de Timor-Leste em 2019, segundo o Relatório de Estatísticas do Comércio Externo de 2019.
O documento, preparado pela Direcção Geral de Estatística do Ministério timorense das Finanças, revela que 16,2 por cento das importações vieram de Hong Kong e 14,4 por cento da China Interior.

PORTOS DE SANTOS E DE SÃO SEBASTIÃO, BRASIL

Mesmo com os riscos da pandemia, Praticagem garante as operações


Mesmo com a confirmação de sete casos de práticos contaminados pelo coronavírus, a Praticagem de São Paulo, que abrange Santos e São Sebastião, conseguiu manter a atividade normal e continua a cumprir todos os protocolos determinados pelas autoridades médicas e Anvisa.

ANGOLA

Unicargas recebe certificação de gestão de instalações portuárias


A empresa Unicargas recebeu este mês uma declaração de seis anos que lhe atesta estar dentro dos padrões recomendados internacionalmente para segurança de instalações portuárias.

BRASIL

Porto de Suape recebe navio de 330 metros pela primeira vez


A embarcação "MSC Nitya B" pertencente à companhia MSC - Mediterranean Shipping Company, atracou no cais 2 para o desembarque de 233 contêineres e embarque de 55, num total de 288 movimentados. O navio veio do Porto de Valência (Espanha) e deixou Suape com destino ao Porto de Salvador (Bahia). A embarcação possui 330 metros de comprimento (LOA), capacidade para transportar 12 mil TEUs e 15,2 metros de calado máximo.

PORTUGAL

VISITA DO CONSELHEIRO ECONÓMICO E CULTURAL DA EMBAIXADA DA COSTA DO MARFIM À ENIDH


No dia 21 de julho, o Conselheiro Económico e Cultural da Embaixada da Costa do Marfim em Lisboa, Marcellin N'DJOMON efetuou uma visita de trabalho à ENIDH. O visitante foi recebido pela Direção da Escola, tendo-se seguidamente realizado uma reunião de trabalho para análise da cooperação da ENIDH com a escola de formação marítima da Costa do Marfim. No final, efetuou-se a habitual visita aos laboratórios e simuladores da ENIDH.

Cientistas descobrem nova espécie, mas a guerra pode deixá-la escondida para sempre


Uma equipa de investigadores descobriu uma nova espécie de raia, proveniente do Iémen. No entanto, a guerra que assola o país pode impedir os cientistas de procurarem por mais espécimes.

O mundo tem uma nova espécie. Uma equipa de investigadores descobriu uma raia, um primo distante de tubarões. É pequena, do tamanho de uma mão estendida, e à primeira vista sem grandes marcas distintivas. Mas o que há de especial nesta raia é de onde ela veio, como foi descoberta e porque talvez nunca mais a vejamos novamente.

O termo “descoberta” pode evocar imagens de intrépidos biólogos marinhos que encontram um animal escondido numa caverna remota ou enquanto mergulham no abismo num submersível. Na verdade, muitos dos tubarões e raias descobertos nos últimos anos foram encontrados em mercados de peixe. Esta raia não é exemplo disso. Os cientistas encontraram-na numa jarra de vidro, numa prateleira de um museu, no centro de Viena.

CMA CGM Moçambique realizou o primeiro block train de contentores, ligando-se ao Malawi


A CMA CGM Moçambique executou o seu primeiro block train de contentores no país africano, materializando a ligação entre Moçambique e Malawi – o frete englobou 68 vagões, com 100% de carga da CMA CGM. A informação foi avançada por Neusa Ferreira Marcelino, managing director.

De acordo com Neusa Ferreira Marcelino, «espera-se que o novo serviço ferroviário de block train funcione semanalmente»; a materialização deste novo serviço (que, tal como o nome indica, transporta, em todos os seus vagões, o mesmo produto, do mesmo cliente, com origem e destino fixos), foi possível graças a uma sinergia entre o grupo francês CMA CGM, o Corredor de Desenvolvimento do Norte e a Central East African Railways.

BRASIL

Porto do Pecém bate record de embarque de placas de aço em 24h


O terminal atingiu a marca de mais de 34 mil toneladas de placas embarcadas num único dia, o que se traduz em aumento da produtividade do porto. Movimentação da carga avançou 25,6% na passagem de maio para junho.

BRASIL

Docas do Rio implanta Sistema Electrónico de Informação


A partir desta segunda-feira, 27 de julho, a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), que administra os Portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, passa a utilizar o Sistema Eletrônico de Informação – SEI Multiórgãos, plataforma digital do Ministério da Infraestrutura (MInfra). Os empregados da companhia estão sendo capacitados em um curso da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), por meio da Escola Virtual. Também receberão todo apoio interno para conhecerem as funcionalidades do sistema e aprenderem a utilizar a ferramenta, usufruindo dos seus benefícios no dia a dia de trabalho.

Desvendado o segredo de camuflagem dos peixes ultra-negros que vivem nas profundezas


Uma equipa de cientistas desvendou o segredo da pigmentação “ultra-negra” de alguns peixes que, como o peixe-dragão-negro (Idiacanthus atlanticus), vivem na escuridão dos mares e oceanos mais profundos.

Esta característica, que lhes concede um incrível poder de camuflagem, acaba de ser desvendada por uma equipa de biólogos e zoólogos, que publicaram as suas conclusões num novo artigo na revista científica Current Biology.

LIVRO DE 1928

CAMINHO DE FERRO DE BENGUELA - LOBITO - A mais curta estrada para a África Central


Livro de apresentação do CFB (Caminho de Ferro de Benguela) e do território que o mesmo percorre, nomeadamente desde o Lobito à fronteira zâmbiana. Com realce para as condições técnicas e de equipamentos da altura e da importância económica para a zona de África que o mesmo servia. Com extraordinárias fotografias e bonitas ilustrações.

Uma raridade com mais de cem anos.

SUGESTÃO DE LEITURA

A Redondeza da Terra e Outras Histórias da Ciência e da Cartografia


Este livro, baseado na série Histórias da Ciência divulgada no PÚBLICO em 2018, procura despertar o interesse de toda a gente para aspectos da história da ciência normalmente ausentes da literatura especializada. Uma característica partilhada pela maioria dos episódios aqui contados é referirem-se a actividades praticadas por pessoas anónimas ou pouco conhecidas, por vezes até iletradas, em áreas tão diversas como a navegação, a cartografia, a medicina e a história natural.

FAFE, PORTUGAL

Museu das Migrações e das Comunidades


O Museu das Migrações e das Comunidades foi criado em 12 de Julho de 2001 por deliberação da Câmara Municipal de Fafe, como plataforma virtual, com a designação de Museu da Emigração e das Comunidades. Inscreve as suas finalidades na perspectiva do conhecimento dos movimentos migratórios e, em especial, da emigração portuguesa, detendo-se particularmente na emigração para o Brasil do século XIX e na emigração para os países europeus da segunda metade do século XX.

SUGESTÃO DE LEITURA

Monstros marinhos, ou a história ignorada dos Descobrimentos


Eram marinheiros, missionários, exploradores ao serviço da coroa portuguesa, mas os "monstros marinhos" e prodígios da natureza que viram no Atlântico e no Novo Mundo marcaram-nos. Muitos deles foram os primeiros a descrever animais e plantas que só muito mais tarde viriam a ser "descobertos" pelos naturalistas de Oitocentos. Mas esses relatos, do século XV ao XVIII, escritos na maioria em português e em muitos casos nunca publicados, quase não chegaram ao conhecimento dos intelectuais europeus da época. E assim permaneceram até hoje.

É essa proto-história das ciências naturalistas em português que a bióloga e historiadora Cristina Brito está a redescobrir, em relatos antigos de monstros marinhos, sereias, manatins e outros prodígios, que foi desencantar nos arquivos e quer dar a conhecer ao público e aos outros investigadores.

PÁGINAS DA HISTÓRIA

O «homo viator» e a dimensão simbólica da viagem


Segundo Paulo Lopes, mestre em História Medieval, “o universo que envolve os livros de viagens medievais dá bem a ver como o homem medievo é essencialmente um homo viator. Um homem cujo imaginário é ao longo dos séculos cada vez mais preenchido pela dimensão simbólica da viagem e dos espaços longínquos a ela associados. Um homem que anda sempre e vê sempre, seja pelos caminhos físicos do espaço que percorre, seja pelos caminhos iniciáticos que conduzem à salvação da sua alma.”
 

VIAJANDO PELA HISTÓRIA

O Medo do Mar


Para o homem europeu, o oceano era um lugar perturbador, onde o reino da água excluía a vida humana. O homem podia percorrer os rios, navegar nos mares interiores, mas quando as águas se estendiam a perder de vista, até distâncias completamente desconhecidas, como o caso do oceano Atlântico, então o mar transformava-se no reino de todos os monstros.

Vida em Marte ligada às salinas de Aveiro


Um cientista português que lidera uma unidade de astrobiologia em Macau disse à Lusa que está envolvido em projetos para descobrir vida em Marte, uma missão com paragens previstas em Cabo Verde e nas salinas de Aveiro.

“Temos atualmente saídas de campo, recolhas de amostras programadas para cabo verde, interior da china, salinas em Aveiro, salinas que existem no interior de Espanha, porque todas elas têm condições que são extremamente interessantes e bastante úteis para o estudo de Marte”, salientou o responsável pela unidade de astrobiologia do Laboratório de Referência do Estado para a Ciência Lunar e Planetária da MUST.

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família

Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Política de Privacidade e Termos de Utilização